Mercado abrirá em 6 h 7 min
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,30
    0,00 (0,00%)
     
  • OURO

    1.779,90
    +3,20 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.530,17
    +1.467,65 (+4,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    831,62
    +45,00 (+5,72%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    29.295,80
    +413,34 (+1,43%)
     
  • NIKKEI

    29.066,18
    +190,95 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    14.362,50
    +8,25 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8700
    +0,0077 (+0,13%)
     

Acionistas negros do Grupo Rio Tinto querem vender participação

·3 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A operação sul-africana do Grupo Rio Tinto está enfrentando a perda de um grande bloco de investidores negros, uma mudança que o deixaria abaixo do mínimo legal exigido, disseram duas pessoas familiarizadas com a situação.

Os principais investidores da Blue Horison Investments Ltd., que detém 24% da produtora de titânio controlada pela Rio, Richards Bay Minerals, disseram a Rio Tinto que querem vender uma participação avaliada em 5,5 bilhões de rands (US$ 393 milhões) ou comprá-la pela RBM.

Os investidores negros estão frustrados com a suspensão dos dividendos, em parte devido às interrupções causadas pela pandemia do coronavírus, e a oposição da comunidade que impediu os planos de expansão. Por lei, os ativos de mineração no país, na época em que o negócio foi concluído, deveriam ser de pelo menos 26% de propriedade de negros. A RBM também é detida por 2% de funcionários negros.

“Continua sendo o desejo da empresa ter uma base de acionistas forte e de apoio para a RBM e uma estrutura que garanta a conformidade contínua com a legislação aplicável de empoderamento econômico dos negros”, disse o grupo em resposta a perguntas, recusando-se a comentar mais sobre a disputa.

Caso os acionistas negros realizem seu desejo, a RBM poderá ter de ir em busca de novos parceiros para cumprir a lei. O descumprimento da lei colocaria em risco seu direito de operar.

Reclamação apresentada

A Blue Horison, que é 55% detida por empresas de investimento negras e 45% detida por comunidades que vivem perto da operação, produz minerais usados em tintas e plásticos na costa nordeste da África do Sul. A empresa está ligada à holding até 2022 nos termos de um refinanciamento de US$ 550 milhões que foi concluído em 2015. Depois disso, eles têm permissão para vender as ações, mas outros acionistas da RBM têm o direito de preferência para comprar as ações, se assim decidirem.

Uma das empresas de investimento apresentou uma reclamação a uma unidade do Departamento de Comércio e Indústria do país que arbitra disputas sobre participações de poder econômico dos negros depois que eles não receberam resposta, disseram as pessoas.

Um registro do recebimento da reclamação feita à Comissão Ampla de Empoderamento Econômico Negro em 8 de abril disse que o órgão pode levar até um ano para apresentar uma conclusão, mostra o documento visto pela Bloomberg.

RBM é uma das maiores operações minerais do mundo. A Rio Tinto dobrou sua participação na operação em 2012 com a compra de 37% da participação do Grupo BHP por US$ 1,7 bilhão.

Reembolsos de dívidas

Embora a RBM esteja pagando dívidas no valor de cerca de US$ 29 milhões a cada seis meses, ela deve fazer um pagamento de US$ 223 milhões em novembro do próximo ano, mostram documentos vistos pela Bloomberg. Isso está aumentando a preocupação de que haverá uma nova recapitalização que bloquearia os acionistas negros na holding até 2030, disseram as pessoas.

A empresa precisa manter um forte desempenho operacional com poucas interrupções para fazer frente aos pagamentos, disse Bradley Reddy, então diretor financeiro da RBM, em um documento enviado aos acionistas em 14 de janeiro e visto pela Bloomberg. “O capital projetado e os pagamentos de empréstimos provavelmente ultrapassarão US$ 700 milhões nos próximos dois anos.”

A Rio Tinto e a RBM pretendem manter um equilíbrio entre os retornos em dinheiro para os acionistas e o investimento no negócio, disse o Rio Tinto em sua resposta às perguntas da Bloomberg.

Os investidores negros, embora concordassem com o refinanciamento de 2015, ficaram desencantados com os protestos recorrentes da comunidade que levaram ao fechamento periódico da operação e interromperam a expansão planejada do Zulti South, disseram as pessoas.

Título em inglês:Rio Tinto May Lose Black Partners Needed to Meet S. Africa Law

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos