Mercado fechado

Acionistas da Tesla estão cansados de Elon Musk; entenda

Distrações de Musk preocupam acionistas da Tesla (REUTERS/Adrees Latif)
Distrações de Musk preocupam acionistas da Tesla (REUTERS/Adrees Latif)
  • Investidores afirmam que Musk não dá a devida atenção à sua principal empresa;

  • Tesla foi a empresa que tornou Musk o homem mais rico do mundo;

  • Atualmente Musk atua na Tesla, SpaceX, The Boring Company, Neuralink e, no futuro, Twitter.

Elon Musk já é um personagem cativo nas notícias empresariais e de tecnologia. O homem mais rico do mundo frequentemente aparece nas manchetes falando sobre um novo acordo de negócios, uma nova invenção, ou dando apenas sua opinião sobre os assuntos mundanos. Mas tamanho tempo gasto nessas atividades está enfurecendo os acionistas da Tesla, empresa a qual deve sua fortuna.

Recentemente, Gary Black, sócio gerente do Future Fund e um dos grandes acionistas da Tesla, comentou no Twitter que ele e outros investidores da montadora estão preocupados se Musk está dando a devida atenção à empresa de veículos elétricos.

Atualmente a Tesla não conta com um diretor de operações (COO), ou seja, é Musk (como CEO) que deve atuar mais presente no dia-a-dia da empresa. Além disso, o bilionário ainda divide sua atenção com outras empresas, como a SpaceX, The Boring Company, Neuralink e agora o Twitter.

Tamanho leque de funções pode ser demais para Musk. Acionistas apontam para a queda no valor das ações da Tesla, que já recuaram 35% no ano após a empresa relatar um número de vendas abaixo do esperado, o que não significa necessariamente que a empresa está indo mal, mas que a economia global pode estar entrando em uma recessão.

Para analistas financeiros da S&P Global Ratings, ainda que a economia mundial entre em recessão, Musk ainda pode garantir que a Tesla sobreviva e dê lucro, mas somente se ele estiver focado em seu trabalho.

Segundo Gary Black, este não parece ser o caso. Com a compra do Twitter, o investidor acredita que Musk ficará muito disperso. Em primeiro lugar, diz Black, Musk terá que vender ações da Tesla para sustentar a compra do Twitter, o que baixará ainda mais o preço do papel. Em segundo, Musk estará entrando em um setor no qual não tem experiência. "A principal competência de Elon é engenharia/tecnologia", disse Black. "Twitter é uma empresa de anúncios", concluiu.