Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,44 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,75 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,74
    -1,49 (-1,83%)
     
  • OURO

    1.668,30
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.412,37
    -9,10 (-0,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,49
    +0,06 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,10 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.222,83
    +56,96 (+0,33%)
     
  • NIKKEI

    25.937,21
    -484,84 (-1,83%)
     
  • NASDAQ

    11.058,25
    -170,00 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3079
    +0,0099 (+0,19%)
     

Accenture é vítima de ataque Ransomware

·3 min de leitura

A Accenture, uma das maiores empresas de TI e Consultoria de Gestão do mundo, confirmou nesta quarta-feira (11) que foi vítima de um ataque de Ransomware realizado pelo grupo criminoso Lockbit. A empresa fez questão de enfatizar que o ataque não causou nenhum impacto em seus serviços.

A Accenture não foi a primeira a alertar sobre o ataque de Ransomware, na verdade quem “deu a notícia” foi o grupo hacker Lockbit, que costuma colocar o nome das empresas afetadas por seus ataques em seu site, como se fosse um portfólio (e também para colocar pressão pública sobre as vítimas).

O perfil vx-underground foi um dos primeiros a relatar o ataque da Lockbit, tendo notado que o site do grupo hacker ameaçava publicar todas as informações dos arquivos roubados para o público em algumas horas.

“A Accenture sofreu um ataque de ransomware e foi extorquida pelo grupo de ransomware Lockbit. O grupo pretende lançar os dados em 4 horas (no momento que o tweet foi feito).”

O grupo que realizou o ataque também colocou uma nota no site abaixo do contador afirmando que espera que os serviços da Accenture sejam melhor do que o sistema que ela mesmo utiliza.

“Essas pessoas não entendem nada de privacidade e segurança. Eu realmente espero que os serviços que eles oferecem são melhores o que eu eu vi como um insider. Se você está interessado em comprar alguns databases, fale com a gente.”

De acordo com o site ZDNet, um porta-voz da Accenture fez questão de afirmar que o incidente não é tão grave quanto parece.

A companhia disse que a extorsão e o ransomware não afetou suas operações, que teve uma rápida ação contra o ataque e conseguiu controlar o hack antes de danos maiores.

“Através dos controles de segurança e nossos protocolos nós identificados a atividade irregular em um de nossos ecossistemas. Nós imediatamente contivemos o ataque e isolamos os servidores afetados. Nós recuperamos totalmente os sistemas atacados a partir de back ups. Não houve impacto para as operações da accenture e nososs clientes.”, afirmou a Accent.

No entanto a empresa não comentou sobre o ataque ter sido feito pelo insider, como a Lockbit afirmou ou quando o ataque realmente aconteceu.

Enquanto a companhia afirmou que o impacto foi mínimo, alguns acreditam que a situação pode ser um pouco mais complicada do que a empresa diz. A Hudson Rock, uma empresa de cibersegurança afirmou que pelo menos 2.500 computadores de funcionários foram comprometidos.

Já a Cyble, também uma empresa de segurança, afirmou que os hackers conseguiram acesso a uma base de dados de mais de 6 Terabytes e exigiram um resgate de US$ 50 milhões.

Por enquanto ainda é difícil saber qual é o real impacto do ataque de ransomware contra a Accenture, tanto em relação de funcionamento quanto em relação à reputação da companhia.

Fonte: Livecoins