Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -2,46 (-2,61%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +11,70 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    24.519,19
    +67,01 (+0,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +268,75 (+2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2024
    -0,1213 (-2,28%)
     

Ação pede que Uber, Rappi e outras empresas reconheçam vínculos empregatícios

·1 min de leitura
Sede da Uber
Apesar de terem sido protocoladas em São Paulo, as ações têm âmbito nacional

(Getty Images)

  • MTP entrou com ação contra Uber, Rappi, 99 e Lalamove

  • Processo pede pelo reconhecimento de vínculo empregatício

  • Os procuradores ainda requerem pagamento de multa e garantia dos direitos dos entregadores

O Ministério Público do Trabalho (MTP) entrou com uma ação, nesta segunda-feira (8), contra Uber, Rappi, 99 e Lalamove para que seja reconhecido o vínculo empregatício com os entregadores.

Leia também:

Os procuradores pedem ao Poder Judiciário a garantia dos direitos trabalhistas, securitários e previdenciários de funcionários irregulares e que as empresas os registrem em carteira de trabalho. As condições de saúde e segurança também devem ser melhoradas.

Além disso, o MTP requer, das companhias, o pagamento de 1% do faturamento bruto do último exercício anterior ao ajuizamento da ação. A quantia seria revertida ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Apesar de terem sido protocoladas em São Paulo, as ações têm âmbito nacional. Segundo o MTP, outros 600 inquéritos civis tramitam no Brasil e oito ações civis públicas na Justiça do Trabalho relacionadas a irregularidades no vínculo dos motoristas de aplicativo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos