Mercado fechará em 6 h 26 min

Academias de ginástica dos EUA se endividam mesmo com expansão

Katherine Doherty
1 / 3

Academias de ginástica dos EUA se endividam mesmo com expansão

(Bloomberg) -- É meio-dia, meados de janeiro no New York Sports Club, em Manhattan. O barulho dos pesos se mistura ao rock clássico. O suor brota. Clientes entram e saem.

Apesar do burburinho da época mais movimentada do ano, problemas de dívidas atormentam o setor de academias de ginástica dos Estados Unidos, especialmente as redes de médio porte, como a Town Sports International Holdings e a rival 24 Hour Fitness Worldwide.

As academias se beneficiaram da expansão econômica. O número de norte-americanos que são membros de clubes de ginástica é recorde. Mas, à parte da popularidade, as operadoras de médio porte “não têm a mesma vantagem de preço de uma academia de baixo custo ou a vantagem competitiva de uma opção de ‘fitness boutique‘”, disse Emile Courtney, da S&P Global Ratings.

Essas academias enfrentam operadoras de luxo como a Equinox Holdings, com suas toalhas com cheiro de eucalipto e títulos de dívida negociados a 100 centavos de dólar. Por outro lado, a Town Sports e as 24 Hour enfrentam a rotatividade de clientes e seus empréstimos são vendidos com descontos de mais de 20%.

“A personalização e o tribalismo alimentam a demanda por boutiques, especialmente entre os millennials”, disse Meredith Poppler, da International Health, Racquet & Sportsclub Association. “A maioria das pessoas quer estar com ‘sua gente’, pessoas como elas que têm as mesmas paixões. As boutiques proporcionam isso.”

A Town Sports, com 600 mil membros, tem um empréstimo de US$ 194 milhões com vencimento em novembro. Antes de sua proposta no início deste mês para comprar o Flywheel Sports, um clube de ciclismo coberto com 300 mil membros, a Town Sports não havia elaborado um plano para pagar a dívida, segundo Margaret Taylor, da Moody’s Investors Service.

Vencimento adiado

Mas a empresa pode adiar o vencimento do empréstimo em quatro anos se concluir a aquisição. A Kennedy Lewis Investment Management, atual proprietária do Flywheel, também injetaria US$ 50 milhões na transação.

O plano, no entanto, está condicionado ao apoio dos atuais detentores de dívida. Sem o consentimento deles, o acordo poderia desmoronar e o empréstimo venceria em novembro.

Idealmente, a compra do Flywheel daria à Town Sports a chance de aumentar a receita vendendo pacotes mais caros, de acordo com a S&P. Mesmo assim, a dívida assumida para comprar o Flywheel provavelmente significaria mais pressão financeira sobre a Town Sports, disse a S&P.

A Town Sports não respondeu aos pedidos de comentário.

Estreia complicada

A 24 Hour Fitness, de capital fechado e com mais de 440 unidades, tem uma dívida muito alta em relação ao lucro, de acordo com Taylor, da Moody’s. A empresa divulgou queda dos ganhos no ano passado, em parte devido à estreia complicada de um sistema automatizado de check-in e registro de clientes. O número de membros caiu para 3,4 milhões no fim do terceiro trimestre em relação aos 3,5 milhões no trimestre anterior, segundo a Moody’s.

Cancelamentos são fatais para academias. Custa duas vezes mais conquistar um novo membro do que manter um já existente. Cerca de 28 dos 100 membros de academias de ginástica nos Estados Unidos devem cancelar seus planos este ano, segundo a associação.

“Vemos uma tremenda oportunidade no nível intermediário que ainda não foi concretizada”, disse Tony Ueber, CEO da 24 Hour Fitness, em comunicado à Bloomberg. “Como resultado, estamos no processo de transformar nosso modelo de negócios e fazer os investimentos necessários para estabelecer firmemente uma posição de liderança no setor.”

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net

Repórter da matéria original: Katherine Doherty New York, kdoherty23@bloomberg.net

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Rick Green, rgreen18@bloomberg.net, Bob Ivry

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.