Mercado fechará em 3 h 52 min

Academias boutique nos EUA reabrem com menos clientes e cautela

Claire Ballentine

(Bloomberg) -- Daniel Root abriu seu primeiro estúdio de fitness em fevereiro, um mês antes de o novo coronavírus virar seus planos de negócio de cabeça para baixo.

Agora, Root, de 57 anos, espera que procedimentos de maior higienização e distanciamento social atraiam clientes de volta à academia, que ficou fechada por dois meses e meio. O proprietário da academia City Row em Boca Raton, na Flórida, reabriu em 1º de junho com uma programação de exercícios de remo intensos que custam US$ 25 por aula.

Ele diz que as próximas semanas serão cruciais. Nos três dias desde a reabertura da unidade, tem oferecido duas ou três aulas por dia com nove clientes cada, em comparação com quatro ou cinco com 18 vagas. Quatro estavam esgotadas, diz Root, e as outras classes tinham ocupação de 75%.“É um pouco diferente do que você está acostumado”, diz, observando que os frequentadores não podem mais permanecer no estúdio antes e depois da aula para socializar.No entanto, todos que voltaram entenderam as mudanças, destaca Root. “Não observei nenhuma reação negativa, ou qualquer parecida, de ninguém.”

Residentes urbanos que ficaram confinados em pequenos apartamentos nos últimos três meses estão ansiosos para retomar as rotinas regulares de exercícios. Mas, quando os estúdios de fitness de luxo reabrirem, a experiência será drasticamente diferente.Cerca de dois terços dos estados, como Flórida e Illinois, permitiram a reabertura de academias. Mas cidades de alta densidade na Califórnia, Nova York, Nova Jersey, Massachusetts e Washington, D.C., ainda estão fechadas enquanto autoridades avaliam estratégias.Juntamente com a Flórida, um estado-chave a ser observado é o Texas, que permitiu que as academias retomassem as operações em 18 de maio. A Equinox, uma rede de alto padrão com 105 unidades em todo o país e 35 em Nova York, reabriu clubes em Dallas, Houston, e Austin, no Texas. A marca SoulCycle da empresa, que oferece aulas de ciclismo por US$ 36 cada, reabriu cinco das 99 unidades, incluindo em Houston, Dallas e Vancouver.

A empresa tem usado essas unidades como campo de teste para ver como será o gradual retorno à normalidade. Além da maior higienização e protocolos de distanciamento social, não existe uma abordagem única para todos. “A crise do Covid é altamente dinâmica, e analisamos isso diariamente a partir de uma perspectiva local”, diz Judy Turchin, diretora de operações da Equinox. Ela diz que, atualmente, não existe um plano concreto para reabrir clubes em Nova York.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.