Mercado fechará em 1 h 19 min
  • BOVESPA

    112.768,79
    +4,53 (+0,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.851,99
    -1,38 (-0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,46
    -2,63 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.794,50
    -21,00 (-1,16%)
     
  • BTC-USD

    24.112,77
    -175,22 (-0,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    572,49
    -18,27 (-3,09%)
     
  • S&P500

    4.297,56
    +17,41 (+0,41%)
     
  • DOW JONES

    33.931,41
    +170,36 (+0,50%)
     
  • FTSE

    7.509,15
    +8,26 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    20.040,86
    -134,76 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    28.871,78
    +324,80 (+1,14%)
     
  • NASDAQ

    13.651,25
    +73,50 (+0,54%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1778
    -0,0257 (-0,49%)
     

Banco suíço é condenado por permitir lavagem de dinheiro envolvendo cocaína

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Acabou a farra? banco suíço é condenado por permitir lavagem de dinheiro (Foto: Getty Images)
Acabou a farra? banco suíço é condenado por permitir lavagem de dinheiro (Foto: Getty Images)
  • O Credit Suisse foi condenado por não impedir a lavagem de dinheiro efetuada por traficantes de cocaína;

  • Um ex-funcionário também foi considerado culpado por lavagem de dinheiro;

  • O banco foi multado em R$ 10,97 milhões.

O banco Credit Suisse foi condenado pelo Tribunal Criminal Federal da Suíça, nesta segunda-feira (27), por não impedir a lavagem de dinheiro efetuada por traficantes de cocaína da Bulgária. Esse foi o primeiro julgamento criminal que teve como alvo uma de suas principais instituições financeiras.

No julgamento, um ex-funcionário também foi considerado culpado por lavagem de dinheiro. Contando com depoimentos sobre assassinatos e dinheiro enfiado em malas, o processo é visto como um caso de teste para promotores que adotam uma linha mais dura contra os bancos do país.

Apesar de tanto o Credit Suisse quanto o ex-funcionário negarem irregularidades, os juízes analisaram se ambos os réus fizeram o suficiente para impedir que a quadrilha do tráfico de cocaína lavasse os lucros através do banco no período de 2004 a 2008.

"Essas deficiências permitiram a retirada dos ativos da organização criminosa, que foi a base para a condenação do ex-funcionário do banco por lavagem de dinheiro qualificada", disse o tribunal.

"A empresa poderia ter evitado a infração se tivesse cumprido suas obrigações organizacionais", disse o juiz presidente ao proferir o veredicto, acrescentando que os superiores do ex-funcionário foram "passivos".

O Credit Suisse disse que o caso surgiu de uma investigação que durou mais de 14 anos.

"O Credit Suisse está testando continuamente sua estrutura de combate à lavagem de dinheiro e a fortaleceu ao longo do tempo, de acordo com os padrões regulatórios em evolução", disse o banco.

O Credit Suisse foi multado em 2 milhões de francos suíços ( R$ 10,97 milhões). O tribunal também ordenou o confisco de bens no valor de mais de 12 milhões de francos que o traficante mantinha em contas no Credit Suisse e ordenou que o banco entregasse mais de 19 milhões de francos - valor que não poderia ser confiscado devido a deficiências internas na Crédito Suiço.

O tribunal concedeu ao ex-funcionário, que não pode ser identificado de acordo com as leis de privacidade suíças, uma pena suspensa de 20 meses de prisão e uma multa por lavagem de dinheiro.

A mensagem da ação legal

O fato da Suíça ter tomado medidas legais contra um banco global como o Credit Suisse poderia enviar uma mensagem poderosa em um país famoso por seu setor bancário, segundo especialistas em corrupção e lavagem de dinheiro.

"Este tem potencial para ser um momento decisivo para a Suíça", disse Mark Pieth, especialista em lavagem de dinheiro da Universidade de Basel, na véspera do julgamento.

"O que é significativo neste caso é que a Suíça está tomando medidas legais contra uma empresa e não qualquer empresa - o Credit Suisse é uma das jóias da coroa suíça," finalizou Pieth.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos