Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -634,97 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,16 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    -0,13 (-0,18%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -0,10 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    38.927,30
    +2.863,29 (+7,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,40 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,87 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    -1,50 (-0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Abril foi o mês mais letal de toda a pandemia em Niterói

·3 minuto de leitura

NITERÓI — Abril de 2021 se encerrou como o mês mais mortal da pandemia de Covid-19 em Niterói. Foram registrados 177 óbitos ao longo dos 30 dias do mês, segundo dados da prefeitura. O número supera o recorde anterior, de janeiro deste ano, quando 122 pessoas morreram em decorrência da doença. Entre março de 2020 — mês em que foi confirmada a primeira morte pelo novo coronavírus na cidade — até o mês passado, foram contabilizadas 1.118 vítimas fatais de um total de 34.258 casos confirmados.

No intervalo de apenas um mês (de março para abril de 2021), o número de mortes provocadas pela doença aumentou 62,4%: foram registrados 109 óbitos em março.

A partir de agosto do ano passado, o número de mortes foi se reduzindo mês a mês. Mas, com a segunda onda iniciada em dezembro, esse número disparou, chegando a um patamar muito mais grave do que o detectado em 2020. A média mensal em 2021, de janeiro até abril, é de 126 mortos pela doença. Em 2020, já excluindo março (mês que contabilizou apenas uma morte, já na segunda quinzena), esse índice cai para 77 óbitos: número 39% inferior ao contabilizado este ano.

A cidade segue no estágio Amarelo 2, de Alerta Máxima, somando 9 pontos no indicador síntese da mais recente planilha de indicadores da Covid-19, divulgada semana passada pelo comitê científico da prefeitura. Com o processo de imunização em andamento, a cidade alcançou, nos últimos sete dias de abril, a menor taxa de novos casos desde o início da pandemia: 227 numa semana, o que corresponde a 32 registros diários.

Internações também caíram

Na maior parte do mês de março, a taxa de ocupação hospitalar ficou acima de 80%. No dia 1º de abril, os hospitais públicos e privados da cidade tinham 321 pacientes internados em leitos de UTI e 301 ocupando leitos de enfermaria. No dia 30, esses números caíram para 255 em UTI e 209 em leitos clínicos. Ao longo do mês, a taxa de ocupação foi de 86% para 68%.

Pelas redes sociais, o prefeito Axel Grael celebrou a queda nos indicadores e a consequente retomada gradual das atividades econômicas na cidade.

— Em março, chegamos ao indicador de 12,8 pontos e agora conseguimos reduzi-lo para 9. Passamos praticamente um mês enfrentando um crescimento nos indicadores de internações hospitalares e tivemos que implementar várias medidas restritivas, que resultaram na inversão dessa curva de crescimento que começou no final de fevereiro. O mês de março foi difícil para todos, mas estamos colhendo agora os resultados desse grande esforço — disse o prefeito.

Na quinta-feira, dados da Fundação Municipal de Saúde (FMS) apontavam que Niterói somava 1.158 mortes e 34.836 casos de Covid-19. Esses dados, contudo, não conferem com os divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde, que contabiliza 1.561 óbitos na cidade, elevando a taxa de letalidade de 3,3% para 4,5%.

A FMS esclarece que a divergência ocorre porque exclui nomes duplicados e contabiliza apenas pacientes que moram em Niterói, uma vez que a cidade “tem rede hospitalar maior do que as cidades do entorno, o que leva pacientes de outros municípios, especialmente do Leste Fluminense, a procurarem auxílio médico aqui”, justifica, por nota.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)