Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.710,03
    -3.253,98 (-2,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.748,41
    -906,88 (-1,83%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,81
    +0,53 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.814,50
    -21,60 (-1,18%)
     
  • BTC-USD

    54.460,19
    -2.302,16 (-4,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.467,10
    -96,73 (-6,19%)
     
  • S&P500

    4.063,04
    -89,06 (-2,14%)
     
  • DOW JONES

    33.587,66
    -681,50 (-1,99%)
     
  • FTSE

    7.004,63
    +56,64 (+0,82%)
     
  • HANG SENG

    28.231,04
    +217,23 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    28.147,51
    -461,08 (-1,61%)
     
  • NASDAQ

    12.994,25
    -351,75 (-2,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4110
    +0,0656 (+1,03%)
     

Abel Ferreira se nega a responder sobre calendário e avisa: ‘Alguém dentro do Palmeiras que dê a cara’

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·2 minuto de leitura


Depois do empate sem gols entre Palmeiras e Botafogo-SP, neste domingo (18), válido pela sexta rodada do Paulistão, o treinador do Palmeiras, Abel Ferreira, concedeu entrevista coletiva e cobrou um posicionamento interno do clube sobre o calendário de início de temporada, que tem prejudicado a evolução do futebol da equipe, e alertou que não comentará mais sobre este tópico.

– Sou sempre eu a dar a cara sobre esse assunto. Não sou eu que decido, não sou eu que organizo. Eu sou treinador. Sou responsável por dar o treino. Portanto, eu não vou me pronunciar mais sobre questões políticas. Tem que haver alguém dentro do clube que dê a cara, porque não vou falar sobre essas questões – afirmou, taxativamente.

>> ATUAÇÕES: Palmeiras tem noite sem brilho em empate; veja as notas

Questionado também sobre as pichações feitas por três torcedores nos muros do Allianz Parque neste fim de semana, após a derrota no clássico contra o São Paulo, o comandante português pediu que os palmeirenses não esquecessem as recentes glórias alcançadas por este mesmo elenco.

– Deixo um aviso: quando eu for o problema do clube, deixo de ser o problema. Demorei um dia para decidir vir, quando for o problema eu resolvo. Mas eu prefiro valorizar todo o apoio que tivemos hoje. Obrigado, equipe. Obrigado, professores. As pessoas têm pouca memória, valorizam a parte negativa. Podem pintar e xingar o que quiserem. Colocamos o verde de novo. Só quero que se lembrem um pouco do trajeto que estes jogadores e este treinador fizeram – declarou.

Além disso, o técnico do Verdão avaliou a utilização de diversos atletas da base no time escalado para a partida e citou as Crias da Academia como o futuro do Maior Campeão Nacional.

– Os miúdos jogaram bem e tentaram dar o melhor. Dou parabéns porque, de fato, querem aproveitar a oportunidade. Garcia muito bem, Fabinho mostrou que tem caráter e personalidade. Esteves, Newton, Giovani, Papagaio. Nosso lema agora é fazer o melhor com o que temos – analisou Abel, valorizando a atuação das Crias da Academia.

– Nós estamos trabalhando com 15 jogadores da base. Só contar. Vocês sabem o futuro do clube e é por aí que vamos continuar. Eles têm se portado bem. Foi uma aposta do passado e vai continuar a ser. Temos que olhar para baixo porque é aí que vamos buscar reforços – finalizou.

Comandado por Abel Ferreira, o Palmeiras volta a campo na próxima quarta-feira (21), contra o Universitário, do Peru, em Lima, em sua estreia na fase de grupos da Libertadores 2021.