Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.675,33
    -610,27 (-0,48%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.634,60
    +290,49 (+0,57%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,21
    -0,41 (-0,56%)
     
  • OURO

    1.832,80
    -3,00 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    39.945,04
    +442,98 (+1,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    947,89
    +17,53 (+1,88%)
     
  • S&P500

    4.419,15
    +18,51 (+0,42%)
     
  • DOW JONES

    35.084,53
    +153,60 (+0,44%)
     
  • FTSE

    7.078,42
    +61,79 (+0,88%)
     
  • HANG SENG

    26.315,32
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    27.455,61
    -326,81 (-1,18%)
     
  • NASDAQ

    14.840,25
    -197,50 (-1,31%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0210
    -0,0195 (-0,32%)
     

Abel Ferreira presta homenagem a funcionários do Palmeiras vítimas de Covid-19

·2 minuto de leitura


Na coletiva de imprensa pós-Dérbi deste sábado (12), Abel Ferreira prestou suas condolências aos dois funcionários do Palmeiras que faleceram em decorrência de complicações da Covid-19. Cristiano Oliveira, segurança, e Edson Silva, podólogo, já tinham anos de clube e acompanharam o time em todas as conquistas recentes. O português lamentou as perdas, descrevendo ambos como grandes homens e, em seguida, mandou forças aos familiares.

– Gostaria que minhas primeiras palavras fossem para o Cris e Edson, funcionários que trabalharam conosco e faleceram por Covid. No futebol, sempre achamos um jeito para encontrar solução, mas para a morte não há jeito. Sempre deram tudo para ajudar o clube. Um grande abraço de sentimento à família. Dia muito triste. Perdemos dois grandes homens, grandes palmeirenses – lamentou o treinador.

Em relação ao clássico, Abel explicou a estratégia de deixar a marcação mais baixa após o gol no início e ponderou sobre o peso da qualidade individual em jogos mais fechados como o deste sábado no Allianz Parque.

– Gosto da minha equipe equilibrada. Que faça gols e que puxe contra-ataque, em ataque posicional e em bola parada. Há várias formas de atacar. Ainda há a criatividade individual dos jogadores. Quando as coisas estão apertadas, a qualidade individual resolve. Entramos fortes, fizemos um gol cedo. Tivemos que fechar as nossas linhas porque o adversário nos empurrou para trás. – Nesse tipo de jogos, não se criam muitas oportunidades – declarou.

Além disso, o técnico do Verdão também analisou a escalação do time, explicando que ele esperava uma resposta dos jogadores para a eliminação de quarta-feira contra o CRB.

– Optei por dar oportunidade aos mesmos jogadores para poder dar outra resposta em relação ao último jogo. Apesar das muitas ausências, apesar das poucas opções, a equipe continuou competitiva como hoje demonstrou. Nossos recursos não são os mesmos que eram há um mês, mas os que estão aí deram resposta boa. Hoje a equipe trabalhou, criou, mas infelizmente não fez – encerrou o comandante.

Buscando se reerguer na temporada, o Palmeiras volta a campo nesta quarta-feira (16) contra o Juventude, no estádio Alfredo Jaconi pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro 2021.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos