Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.291,59
    +413,06 (+0,37%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.934,21
    +259,38 (+0,59%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,69
    +0,05 (+0,11%)
     
  • OURO

    1.844,70
    +3,60 (+0,20%)
     
  • BTC-USD

    19.455,06
    +506,16 (+2,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    382,19
    +7,79 (+2,08%)
     
  • S&P500

    3.666,72
    -2,29 (-0,06%)
     
  • DOW JONES

    29.969,52
    +85,73 (+0,29%)
     
  • FTSE

    6.490,27
    +26,88 (+0,42%)
     
  • HANG SENG

    26.728,50
    +195,92 (+0,74%)
     
  • NIKKEI

    26.809,37
    +8,39 (+0,03%)
     
  • NASDAQ

    12.491,50
    +29,25 (+0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2569
    -0,0629 (-1,00%)
     

Abel Ferreira desabafa sobre problemas do Palmeiras e critica calendário: “Não é fácil”

Antonio Mota
·3 minuto de leitura

O técnico Abel Ferreira desabafou após a derrota do “remendado” Palmeiras para o lanterna Goiás, na Serrinha, na noite do último sábado (21), pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em entrevista após o jogo, o português lamentou sobre os problemas que tem tido para montar o Alviverde – surto de Covid-19, lesões, improvisações etc. – e avaliou o momento e a sequência da equipe.

"Tivemos muitos problemas desde que eu assumi. Tivemos de buscar soluções e ainda temos de continuar resolvendo os problemas porque eles continuam aí. Mas vamos procurar fazer o melhor que podemos com o que temos à disposição", afirmou o treinador.

O Palmeiras tem enfrentado uma série de problemas. | Bruna Prado/Getty Images
O Palmeiras tem enfrentado uma série de problemas. | Bruna Prado/Getty Images

Em seguida, Abel falou sobre o desempenho do questionado Ramires. Vale lembrar que o volante foi multado recentemente pelo Palmeiras por ter sido flagrado sem máscara em uma festa e que, antes de tantos problemas, havia sido afastado do grupo.

“Ramires cometeu um erro, pagou por ele e, ao fazer isso, está disponível para o time. A equipe precisou dele, é um setor em que estamos com poucas opções. Começou com o problema de lesão do Felipe Melo, depois Danilo, agora Raphael Veiga...", disse. "É difícil jogar a cada três dias, não ter jogador, inventar posição, é difícil".

Ramires foi titular e não agradou a torcida do Palmeiras. | Jam Media/Getty Images
Ramires foi titular e não agradou a torcida do Palmeiras. | Jam Media/Getty Images

Além disso, o treinador também comentou sobre a situação de Gabriel Menino e Luan e afirmou que ainda não sabe se vai contar com a dupla na Conmebol Libertadores – o Palmeiras enfrenta o Delfín, no Equador, na próxima quarta-feira (25), pelas oitavas de final do torneio continental.

“Não faço mágica, sem treino é difícil. O Gabriel chegou hoje (sábado), o Fabrício não treinou com o time. Mas eu assumo, como sempre fiz, qualquer culpa pelo resultado. Agora é pensar no próximo jogo e preparar o time mais competitivo para enfrentar o próximo adversário", afirmou.

Gabriel Menino e Luan podem reforçar no Palmeiras na Conmebol Libertadores. | Pool/Getty Images
Gabriel Menino e Luan podem reforçar no Palmeiras na Conmebol Libertadores. | Pool/Getty Images

O treinador ainda comentou sobre uma possível paralisação do Brasileirão, devido ao aumento no número de casos de jogadores infetados pela Covid-19, e foi pontual. "Não sou médico, não tenho como opinar sobre isso. Vamos deixar esta decisão para quem tem competência. Tenho minha opinião, mas é minha, não sou médico".

Por fim, Abel Ferreira avaliou o desempenho do Palmeiras contra o Goiás. "Houve muitas incidências no jogo. Algumas controlamos, outras não. O futebol tem muitos fatores aleatórios. Começamos muito bem, em 10 segundos tivemos duas oportunidades de gols. Depois, infelizmente, tivemos a lesão do Luiz Adriano, seguida da expulsão do Mayke", disse.

"Mas a equipe acabou por se reajustar. Sabíamos que, com um a menos, tínhamos que ser extremamente inteligentes. Na segunda parte, o adversário não criou uma oportunidade de gol sequer, a não ser o gol do meio da rua. Um chute de 30, 40 metros. Foi um grande gol. Mas também tivemos nossas oportunidades. Fomos penalizados. Mas eu disse que não iríamos ganhar sempre. Um dia isso (derrota) iria acontecer", encerrou.

As informações acima são do Futebol do Interior.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.