Mercado fechado
  • BOVESPA

    101.259,75
    -657,98 (-0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.707,72
    +55,53 (+0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    39,78
    -0,86 (-2,12%)
     
  • OURO

    1.903,40
    -1,20 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    12.978,28
    -333,85 (-2,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,05
    -1,40 (-0,54%)
     
  • S&P500

    3.465,39
    +11,90 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    28.335,57
    -28,09 (-0,10%)
     
  • FTSE

    5.860,28
    +74,63 (+1,29%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,65 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.516,59
    +42,32 (+0,18%)
     
  • NASDAQ

    11.669,25
    +19,50 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6639
    +0,0538 (+0,81%)
     

"A Maldição da Mansão Bly": criador revela segredo por trás da "casa das bonecas"

Rafael Monteiro
·2 minutos de leitura
"A Maldição da Mansão Bly": criador revela onde estão os segredos da série (reprodução)
"A Maldição da Mansão Bly": criador revela onde estão os segredos da série (reprodução)

"A Maldição da Mansão Bly", série mais vista da Netflix do Brasil nesta quinta-feira (15), não chega a ser tão enigmática quanto "Dark", outro sucesso do catálogo, mas esconde alguns bons segredos nos episódios. Para quem já maratonou todos os episódios e ficou uma pulga ou outra atrás da orelha, o criador da série, Mike Flanagan, concedeu entrevista ao Entertainment Weekly e disse qual elemento revela todos os mistérios da obra. A partir daqui, tome cuidado com os spoilers.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Segundo o criador, todos os segredos da série são revelados pela casa de bonecas. "Ela é como se fosse nosso Mapa do Maroto nessa temporada. Foi uma ideia que nasceu da Rebecca Klingel, uma das nossas roteiristas que também surgiu casualmente com o conceito do Quarto Vermelho da primeira temporada. Ela meio que aparece todo ano, deixa uma ideia dessa na mesa, derruba o microfone e vai embora", brincou Flanagan.

Leia também

De acordo com ele, é pela casa de bonecas que descobrimos as localizações dos fantasmas. Se quiser, reveja os episódios e constate que os seres aparecem na mansão exatamente na mesma posição em que aparecem no brinquedo. Tal conceito, curiosamente, foi inspirado em algo muito real na sociedade: os relacionamentos abusivos.

"(Nesse tipo de relação) Nós temos a tendência pegar as pessoas e transformá-las nessas versões como se fossem bonecos na nossa imaginação, algo que possamos manipular, colecionar e até mesmo prender, como o caso do Peter Quint. Essa ideia de parar de olhar para alguém como um igual, como uma pessoa, e vê-lo como uma recompensa romântica ou algo que se pode possuir", disse ele.

"Nós pensamos, então, quais personagens são verdadeiramente capazes de amar entre si e quais personagens estão apenas brincando com bonecos? Nós temos a Hannah Gross e o Owen, que são capazes de amor verdadeiro – e Dani e Jamie, claro. Mas você tem o Peter Quint, que nunca foi capaz de amar uma pessoa, sempre tentando brincar com elas da mesma forma que a Flora brinca com as bonecas da sua casinha", finalizou.

Ou seja: não é exagero dizer "A Maldição da Mansão Hill" é muito mais uma série sobre relacionamentos do que uma obra de terror. “Temos na série Hannah Gross e Owen, que são tão capazes de amar de verdade - Dani e Jamie, claro. Mas você tem Peter Quint, que nunca foi capaz de amar uma pessoa. Ela apenas tenta brincar com as outras personagens como Flora brinca com as bonecas em sua casa de boneca”, finaliza Flanagan.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube