Mercado abrirá em 7 h 33 min

A Duralex, fabricante de pratos ‘inquebráveis’, quebrou

Marcus Couto
·2 minutos de leitura
Funcionário da Duralex, na França. (Foto: REUTERS/Benoit Tessier)
Funcionário da Duralex, na França. (Foto: REUTERS/Benoit Tessier)

A fabricante francesa Duralex, de pratos e copos de vidros famosos por sua resistência, anunciou sua quebra – um processo de recuperação judicial causado por problemas financeiros que se arrastam desde 2017. As informações são dos jornais El País e Le Monde.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Nessa época, um problema técnico em sua fábrica, segundo o El País, aumentou as dificuldades de produção.

Leia também

Mas, de acordo com o presidente da Duralex, a crise do novo coronavírus acentuou ainda mais essa crise, ao ponto de ameaçar a existência do negócio.

“Perdemos cerca de 60% da receita por conta da baixa nas exportações, que representam cerca de 80% da nossa atividade”, disse ao Le Monde o presidente da empresa, Antoine Ioannidès.

Segundo a reportagem, a empresa passará agora por uma período de “observação” judicial de seis meses, em que será avaliada sua capacidade de continuar em operação. Por enquanto, os 248 funcionários seguem recebendo salários, e a fábrica mantém suas atividades.

No Brasil e na América do Sul, a marca Duralex pertence à Nadir Figueiredo, empresa nacional com mais de 108 anos. "Tanto a operação, quanto os produtos – Duralex e Duralex Opaline — não possuem qualquer relação com a Duralex Internacional, que recentemente teve o pedido de falência decretada na França", informou em comunicado.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube