Mercado fechado

Aço na China toca máxima de 9 anos com forte demanda; minério de ferro também sobe

Por Enrico Dela Cruz

Por Enrico Dela Cruz

MANILA (Reuters) - Os futuros do vergalhão de aço na China tocaram o maior nível em mais de nove anos nesta quarta-feira, impulsionados pela forte demanda pelo metal no mercado spot, e pela queda nos estoques domésticos do material de construção, enquanto o minério de ferro também subiu.

O contrato mais negociado do aço na bolsa de futuros de Xangai, para outubro, chegou a subir 1,5%, para 3.663 iuanes (515,33 dólares) por tonelada, o maior nível desde fevereiro de 2011. Ele fechou em alta de 0,7%.

Os estoques de vergalhão na China caíram 40% desde meados de março, indicando uma sólida recuperação na demanda depois que a segunda maior economia do mundo aliviou medidas de isolamento e restrições contra o coronavírus, segundo a consultoria SteelHome.

A construção tem liderado uma gradual recuperação na economia da China, ajudando a melhorar as margens de lucros de siderúrgicas e encorajando usinas a aumentar a produção.

"Nós continuamos otimistas sobre a demanda no curto prazo", disse Hui Heng Tan, analista da Marex Spectron em Cingapura.

O minério de ferro na bolsa de Dalian também avançou, com alta de 0,4%. A matéria-prima tem visto um rali puxado pela demanda chinesa e por preocupações sobre a oferta do Brasil devido ao avanço do coronavírus no país.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7519)) REUTERS LC