Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.676,11
    +932,20 (+2,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Ações de viagens recuam e temores de inflação mantêm STOXX 600 abaixo de máxima recorde

·1 minuto de leitura

Por Sagarika Jaisinghani

(Reuters) - As ações de viagens europeias recuavam 2% nesta segunda-feira, devido a um aumento nos casos de Covid-19 na Ásia, enquanto as preocupações sobre um aperto repentino na política monetária global, na esteira do aumento da inflação, deixavam o índice STOXX 600 abaixo de máximas recordes.

Às 8:15 (horário de Brasília), o índice FTSEurofirst 300 caía 0,3%, a 1.762 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdia 0,32%, a 456 pontos.

As empresas TUI, Ryanair e IAG, relacionadas a viagens, cediam entre 1,9% e 3,2%.

O subíndice europeu de viagens e lazer chegou a tocar uma mínima em um mês, acompanhando declínios na Ásia, onde as infecções pela cepa Delta do coronavírus, altamente contagiosa, aumentaram.

O STOXX 600 já recuou ante máximas históricas atingidas há pouco mais de uma semana, com os mercados financeiros globais ficando mais instáveis após sinais de que o Federal Reserve poderia começar a elevar os juros mais cedo do que o esperado.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuava 0,62%, a 7.092,00 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caía 0,36%, a 15.551,67 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdia 0,59%, a 6.583,85 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha desvalorização de 0,73%, a 25.323,67 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava baixa de 1,59%, a 8.950,10 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizava-se 0,08%, a 5.090,82 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos