Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.427,98
    -339,48 (-0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.170,78
    +40,90 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,08
    0,00 (0,00%)
     
  • OURO

    1.777,40
    -6,00 (-0,34%)
     
  • BTC-USD

    32.664,78
    -1.245,02 (-3,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    784,13
    -26,06 (-3,22%)
     
  • S&P500

    4.241,84
    -4,60 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    33.874,24
    -71,34 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.074,06
    -15,95 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    28.942,47
    +125,40 (+0,44%)
     
  • NIKKEI

    28.899,13
    +24,24 (+0,08%)
     
  • NASDAQ

    14.299,50
    +36,50 (+0,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9274
    -0,0011 (-0,02%)
     

Ações tocam máxima recorde com impulso de mineradoras e têm melhor semana desde início de maio

·2 minuto de leitura

Por Sruthi Shankar e Shreyashi Sanyal

(Reuters) - As ações europeias atingiram uma máxima recorde nesta sexta-feira, impulsionadas pela esperança de que os principais bancos centrais continuarão com uma postura expansionista apesar dos sinais de aumento da inflação, enquanto uma recuperação das mineradoras impulsionou as ações do Reino Unido.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,63%, a 1.764 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,65%, a 458 pontos, sua sexta sessão consecutiva de ganhos, e encerrou a semana em alta de 1,1%, seu melhor desempenho semanal desde o início de maio.

As mineradoras saltaram 1,9%, elevando o FTSE 100 do Reino Unido depois que dados mostraram que a produção econômica britânica em abril foi 27,6% maior do que no ano anterior, um novo recorde.

As ações de viagens e lazer se recuperaram da queda da sessão anterior. A rede de hotéis espanhola Melia avançou 2,0% depois que seu presidente-executivo previu um retorno à lucratividade em junho, após 15 meses no vermelho.

O Banco Central Europeu elevou suas projeções de crescimento e inflação para a zona do euro na quinta-feira, mas prometeu um fluxo constante de estímulo durante o verão (no Hemisfério Norte), aliviando preocupações dos investidores com uma redução antecipada do apoio do banco.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,65%, a 7.134,06 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,78%, a 15.693,27 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,83%, a 6.600,66 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,31%, a 25.717,42 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,78%, a 9.205,00 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,82%, a 5.146,71 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos