Mercado fechará em 2 h 4 min

Wall Street amplia perdas com preocupações sobre aumentos de juros

Operadores trabalham na Bolsa de Valores de Nova York

Por Devik Jain e Anisha Sircar

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street caíam nesta segunda-feira, em meio a preocupações com o plano do Federal Reserve de continuar aumentando a taxa de juros em sua luta contra a inflação, mesmo ao custo de uma desaceleração econômica.

O chair do banco central norte-americano, Jerome Powell, disse na sexta-feira que a economia dos Estados Unidos precisará de uma política monetária apertada "por algum tempo" antes que a inflação fique sob controle, o que derrubou os principais índices de Wall Street em mais de 3% na ocasião.

Os comentários contundentes e intolerantes em relação à inflação de Powell minaram esperanças de que o Fed poderia recorrer a aumentos modestos nos juros, depois que dados recentes sugeriram que as pressões de preços estavam diminuindo.

Gigantes da tecnologia e ações de crescimento, como Apple Inc, Microsoft Corp e Tesla Inc, que caíam entre 0,6% e 1,3% no início do pregão, eram atingidas pelo aumento dos rendimentos dos títulos soberanos dos EUA.

O yield do Treasury de dois anos, que é particularmente sensível às expectativas sobre os juros, tocou brevemente uma máxima em 15 anos, enquanto a parte da curva de rendimentos que mede a diferença entre as taxas de dois e dez anos permanecia fortemente invertida.

Uma inversão é vista por muitos como um sinal confiável de recessão iminente.

Às 10:52 (de Brasília), o índice S&P 500 perdia 0,45%, a 4.039,27 pontos, enquanto o Dow Jones caía 0,63%, a 32.081,52 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,28%, a 12.107,14 pontos.