Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.579,82
    -2.111,31 (-5,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Ações de metais lideram índice, que testa máximas desde janeiro

·3 minuto de leitura
Sede B3

Por Aluisio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - Sinais de que a demanda chinesa por aço segue robusta levantaram ações brasileiras ligadas ao setor nesta segunda-feira, fazendo o Ibovespa testar novas máximas em mais de quatro meses, mesmo num dia de influência negativa das bolsas norte-americanas.

Em alta de 0,87%, o principal índice da bolsa paulista fechou o dia em 122.937,87 pontos. Na máxima, superou os 123 mil pontos, nível que não atingia desde 14 de janeiro. O giro financeiro da sessão movimentou 26,9 bilhões de reais.

O estopim para o otimismo no setor de metais veio após um dado revelar que a produção global de aço bruto em abril subiu para 97,9 milhões de toneladas, atingindo novos recordes mensais e alta de 4% ante mesmo mês de 2020. No acumulado do ano, a produção cresceu 16% para 375 milhões de toneladas.

Segundo Rafael Ribeiro, analista da Clear Corretora, o dados "mostram o apetite das siderúrgicas chinesas pelo minério de ferro", fazendo as ações domésticas ligadas ao setor se recuperarem das perdas da sexta-feira.

Vale, CSN, Usiminas e Gerdau foram alguns dos principais destaques positivos na sessão, movimento reforçado no final pela virada positiva de ações do setor financeiro.

Para profissionais do mercado, mesmo com riscos de novas ondas da Covid-19 e de picos inflacionários para a recuperação da economia, o desempenho acima das expectativas de várias empresas na temporada concluída na sexta-feira dá espaço para o Ibovespa 'tirar o atraso' em relação a outros mercados globais.

Segundo dado da consultoria Economatica, o lucro das empresas brasileiras de capital aberto no primeiro trimestre subiu mais de 240% com relação ao mesmo período de 2020.

Em Wall Street, os principais índices fecharam no vermelho.

Um importante teste para a solidez dessa análise será o pregão de terça-feira, uma vez que vários analistas têm apontado a faixa dos 123 mil pontos como uma importante resistência para seguir avançando.

Nesta semana, os investidores aguardam a ata da última reunião do Fomc, o comitê de política monetária do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), na sexta-feira, e manifestações públicas de diretores do órgão durante a semana, após um dado da semana passada mostrar um repique da inflação.

Num sinal de que fluxos de recursos globais podem estar retomando o apetite por ativos brasileiros, duas companhias domésticas, a Multilaser e a Invest Tech, pediram registro para realizarem suas ofertas iniciais de ações (IPO), após mais de 30 companhias terem desistido de estrear na Bovespa neste ano.

DESTAQUES

- VALE subiu 2,6%, acompanhada pelo setor siderúrgico, em dia de alta da cotação do minério de ferro na China. USIMINAS avançou 1,6%, GERDAU e CSN cresceram 3,5% e 3%, respectivamente.

- JHSF teve incremento de 4,9%, com o setor de shopping centers catalisando apostas mais otimistas para a retomada da economia doméstica. IGUATEMI teve ganho de 3,2%.

- BRASKEM, que anunciou na noite de sexta-feira plano de vender quase um milhão de ações que estão na tesouraria, subiu 3,15%.

- PETROBRAS estendeu a forte valorização de sexta-feira pós-balanço do primeiro trimestre, com ganho de 1,45%, apoiada também na alta dos preços globais do petróleo.

- CEMIG teve acréscimo de 1,8%, após a elétrica estatal mineira ter divulgado na sexta-feira à noite que teve lucro líquido de 422,35 milhões de reais no primeiro trimestre, ante prejuízo de 68,1 milhões um ano antes.

- BTG PACTUAL comandou a virada para cima do setor financeiro, subindo 3,2%. BANCO DO BRASIL evoluiu 1,77%. SANTANDER BRASIL ganhou 0,5%, enquanto BRADESCO teve alta de 0,44%. Dentre os grandes bancos, só ITAÚ UNIBANCO fechou no vermelho, caindo 0,07%.

- A plataforma digital de profissionais autônomos GETNINJAS marcou sua estreia no pregão com queda de 3,75%, após já ter precificado seu IPO na semana passada em nível abaixo da faixa estimada. O BDR da gestora de capital de risco G2D, controlada pela GP, teve baixa de 4,3%, também em seu primeiro dia de pregão.

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

(Edição Alberto Alerigi Jr.)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos