Mercado fechará em 3 h 16 min
  • BOVESPA

    109.674,13
    -458,40 (-0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.037,35
    -163,24 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,10
    -0,61 (-1,33%)
     
  • OURO

    1.812,30
    +1,10 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    17.163,08
    -816,09 (-4,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    335,17
    -35,34 (-9,54%)
     
  • S&P500

    3.629,65
    -5,76 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    29.872,47
    -173,77 (-0,58%)
     
  • FTSE

    6.360,34
    -30,75 (-0,48%)
     
  • HANG SENG

    26.819,45
    +149,70 (+0,56%)
     
  • NIKKEI

    26.537,31
    +240,45 (+0,91%)
     
  • NASDAQ

    12.188,00
    +35,75 (+0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3335
    -0,0042 (-0,07%)
     

Ações europeias tocam máxima em 8 meses com esperanças renovadas sobre vacina

Por Ambar Warrick e Shreyashi Sanyal
·2 minuto de leitura
Bolsa de Frankfurt
Bolsa de Frankfurt

Por Ambar Warrick e Shreyashi Sanyal

(Reuters) - As ações europeias saltaram para uma máxima em oito meses nesta segunda-feira depois que as farmacêuticas Pfizer e BioNTech sinalizaram forte progresso em sua vacina contra a Covid-19, enquanto a vitória de Joe Biden nas eleições norte-americanas aumentou as esperanças de uma política comercial mais estável nos Estados Unidos.

A Pfizer e a BioNTech disseram que sua vacina experimental foi mais de 90% eficaz na prevenção da Covid-19, com base em dados iniciais de um grande estudo.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 3,9%, a 1.473 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 3,98%, a 381 pontos, registrando seu melhor dia desde o final de março.

As ações de viagens e lazer, que foram as mais atingidas pela pandemia, ficaram entre os setores com melhor desempenho, saltando 7% e atingindo uma máxima em oito meses.

As ações da BioNTech saltaram mais de 15%.

"As notícias sobre a eficácia de uma vacina são uma peça importante do quebra-cabeça necessário para a economia e os mercados globais deixarem a recessão provocada pela Covid-19 para trás", disse Karen Ward, estrategista-chefe de mercados para a Europa, Oriente Médio e África do JP Morgan Asset Management.

"Juntamente com a vitória de Biden e uma abordagem multilateral mais previsível para questões como comércio e mudança climática, o cenário está armado para uma trajetória de retorno mais equilibrada."

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 4,67%, a 6.186,29 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 4,94%, a 13.095,97 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 7,57%, a 5.336,32 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 5,43%, a 20.750,18 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 8,57%, a 7.459,40 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 4,50%, a 4.222,68 pontos.