Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.183,95
    -355,84 (-0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.377,47
    +695,28 (+1,52%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,19
    +1,44 (+2,41%)
     
  • OURO

    1.712,90
    -20,70 (-1,19%)
     
  • BTC-USD

    50.996,96
    +3.560,97 (+7,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.019,87
    +31,78 (+3,22%)
     
  • S&P500

    3.819,72
    -50,57 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    31.270,09
    -121,43 (-0,39%)
     
  • FTSE

    6.675,47
    +61,72 (+0,93%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    12.678,25
    -377,00 (-2,89%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7744
    -0,0877 (-1,28%)
     

Ações europeias sobem sob esperanças de recuperação, LVMH lidera ganhos

Shreyashi Sanyal e Susan Mathew
·1 minuto de leitura
Ações europeias sobem sob esperanças de recuperação, LVMH lidera ganhos

Por Shreyashi Sanyal e Susan Mathew

(Reuters) - Os mercados acionários europeus avançaram nesta terça-feira diante da esperança de uma recuperação econômica mais rápida, com alguns dados positivos de crescimento econômico e perspectivas encorajadoras de grandes nomes como Airbus e LVMH colocando o índice pan-regional a caminho de apagar as maciças perdas da semana passada.

O índice STOXX 600 encerrou em alta pela segunda sessão consecutiva, valorizando-se 1,3%, depois de recuar mais de 3% na semana passada devido às preocupações em torno da lenta distribuição das vacinas contra a Covid-19 na zona do euro.

Dados preliminares divulgados nesta terça-feira mostraram que a atividade da zona do euro contraiu menos do que o esperado no quarto trimestre de 2020, já que as economias da Alemanha e da Espanha ainda registraram uma leve expansão.

"Mas com os lockdowns prorrogados até o primeiro trimestre, outra recessão técnica está se formando", disse Bert Colijn, economista sênior para a zona do euro no ING.

As proprietárias de marcas de luxo LVMH e Kering valorizaram-se, respectivamente, 3,4% e 1%, depois que a corretora Berenberg recomendou os papéis, observando que fatores de longo prazo da demanda por produtos de luxo permanecem intactos.

. Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,78%, a 6.516,65 pontos.

. Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,56%, a 13.835,16 pontos.

. Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,86%, a 5.563,11 pontos.

. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,11%, a 22.066,87 pontos.

. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,96%, a 7.950,90 pontos.

. Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,26%, a 4.802,28 pontos.