Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.784,27
    +190,98 (+0,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Ações europeias sobem e devolvem perdas semanais em meio a caça por barganhas

·1 minuto de leitura
Mulher caminha em frente à Bolsa de Valores de Milão

(Reuters) - O mercado acionário europeu saltou mais de 1% nesta sexta-feira, registrando sua melhor sessão em dois meses e devolvendo todas as perdas da semana em meio à busca dos investidores por barganhas após uma das maiores liquidações este ano diante de preocupações com a recuperação econômica global.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 1,32%, a 1.766 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 1,34%, a 458 pontos.

Setores que foram pressionados mais cedo na semana, como montadoras e mineradoras, subiram 4% e 3,4%, respectivamente. O setor de mineração registrou sua melhor sessão em dois meses.

Os bancos avançaram 2,4%, mas foram o setor mais atingido esta semana, devido à forte queda dos rendimentos dos títulos de governos.

Um novo salto nos casos de Covid-19 e dados econômicos nada impressionantes dos Estados Unidos e da China levantaram preocupações sobre a força da recuperação global, impulsionando os preços dos títulos e o deixando o índice STOXX 600 em queda de 1,1% na semana antes de os ganhos desta sexta-feira zerarem essas perdas.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,30%, a 7.121,88 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,73%, a 15.687,93 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 2,07%, a 6.529,42 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,67%, a 25.051,82 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,46%, a 8.776,60 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,47%, a 5.173,04 pontos.

(Por Sruthi Shankar and Susan Mathew)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos