Mercado fechará em 3 h 2 min
  • BOVESPA

    101.224,54
    -35,21 (-0,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.335,10
    -372,62 (-0,96%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,66
    -1,19 (-2,99%)
     
  • OURO

    1.905,90
    +0,70 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    12.990,36
    -86,66 (-0,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    259,45
    -3,97 (-1,51%)
     
  • S&P500

    3.399,32
    -66,07 (-1,91%)
     
  • DOW JONES

    27.647,72
    -687,85 (-2,43%)
     
  • FTSE

    5.812,94
    -47,34 (-0,81%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,68 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.494,34
    -22,25 (-0,09%)
     
  • NASDAQ

    11.480,25
    -183,25 (-1,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6366
    -0,0273 (-0,41%)
     

Ações europeias sobem com sólidos lucros de varejo e salto de commodities

Por Sruthi Shankar
·1 minuto de leitura
.
.

Por Sruthi Shankar

(Reuters) - Os mercados de ações europeus ganhavam nesta sexta-feira diante das previsões otimistas de balanços das varejistas Pandora e Zalando, bem como da farmacêutica Novo Nordisk, com os investidores atentos a sinais de novos estímulos dos Estados Unidos.

Às 8:22 (horário de Brasília), o índice FTSEEurofirst 300 subia 0,21%, a 1.428 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhava 0,21%, a 369 pontos, liderado pelas mineradoras e empresas de petróleo em meio a alta nos preços das commodities.

O 'benchmark' europeu de ações estava a caminho de registrar sua segunda semana consecutiva de ganhos, com uma série de fusões e aquisições, bem como uma recuperação em setores derrotados, como bancos e empresas de energia, levantando os mercados regionais.

Os ganhos, no entanto, eram limitados por preocupações com o aumento dos casos de coronavírus em todo o continente.

"No geral, há o risco de que o sentimento do mercado possa facilmente azedar no curto prazo, dada a incerteza relacionada à eleição nos Estados Unidos e ao Brexit, bem como a casos crescentes de Covid-19 e temores de lockdowns mais amplos", escreveram analistas do Unicredit em nota.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançava 0,47%, a 6.005 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caía 0,16%, a 13.021 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhava 0,27%, a 4.925 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha desvalorização de 0,51%, a 19.483 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava baixa de 0,62%, a 6.949 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizava-se 0,89%, a 4.184 pontos.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447723))

REUTERS LB IV