Mercado fechará em 2 h 17 min
  • BOVESPA

    103.606,59
    -4.128,41 (-3,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.875,76
    -144,29 (-0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,22
    +0,72 (+0,87%)
     
  • OURO

    1.796,90
    +15,00 (+0,84%)
     
  • BTC-USD

    61.283,69
    -2.103,04 (-3,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.457,22
    -45,81 (-3,05%)
     
  • S&P500

    4.544,07
    -5,71 (-0,13%)
     
  • DOW JONES

    35.664,05
    +60,97 (+0,17%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.327,25
    -151,50 (-0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6285
    +0,0475 (+0,72%)
     

Ações europeias sobem com fortes resultados de SAP e LVMH

·2 minuto de leitura
Bolsa de Valores de Paris, no distrito empresarial de La Defense

Por Sruthi Shankar e Susan Mathew

(Reuters) - As ações europeias subiram nesta quarta-feira, com uma previsão de balanço otimista do grupo alemão de software SAP e as robustas vendas trimestrais da fabricante francesa de produtos de luxo LVMH ajudando a aliviar preocupações com a inflação.

Após apresentar alguma fraqueza na abertura, o índice pan-europeu STOXX 600 atingiu máximas em duas semanas e fechou em alta de 0,7%.

Um declínio nos bancos levou o índice FTSE 100, do Reino Unido, a subir apenas 0,2%, enquanto os índices de Espanha e Itália, pesados em credores, ficaram para trás. O JPMorgan deu início à temporada de balanços do terceiro trimestre nos Estados Unidos com resultados melhores do que o esperado, mas suas ações e as do setor bancário mais amplo caíam. [.NPT]

A SAP subiu quase 4% depois de elevar sua perspectiva para o ano cheio pela terceira vez, após forte desempenho trimestral à medida que mais clientes migram suas operações de TI para a nuvem.

A fabricante francesa de artigos de luxo LVMH avançou 3,2%, já que as vendas em sua divisão de moda e artigos de couro subiram fortemente no terceiro trimestre, embora o crescimento geral da receita na Ásia e nos Estados Unidos tenha desacelerado após um desempenho estelar no primeiro semestre.

Também ajudaram no sentimento dados que mostraram que o crescimento das exportações da China acelerou inesperadamente em setembro.

Enquanto isso, dados de inflação dos Estados Unidos mostraram uma forte alta dos preços ao consumidor em setembro, mantendo o Federal Reserve no caminho de começar a reduzir seu estímulo em novembro.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,16%, a 7.141,82 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,68%, a 15.249,38 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,75%, a 6.597,38 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,12%, a 25.958,69 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,61%, a 8.881,40 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,56%, a 5.593,36 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos