Mercado abrirá em 6 h 19 min

Ações europeias sobem após acordo EUA-China reduzir incertezas

Por Ambar Warrick e Shreyashi Sanyal

Por Ambar Warrick e Shreyashi Sanyal

(Reuters) - As ações europeias terminaram em alta nesta quinta-feira, após a assinatura da Fase 1 do acordo comercial Estados Unidos e China, aguardado há muito tempo, que retirou parte da incerteza no curto prazo, enquanto balanços decepcionantes pressionaram as ações de Londres.

O acordo, assinado em Washington na quarta-feira, ainda levanta questões sobre os intimidadores compromissos de compra de produtos norte-americanos pela China, enquanto deixa as tarifas existentes em vigor.

No entanto, a perspectiva de uma não escalada na guerra comercial encorajou um leve apetite por risco.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,22%, a 1.644 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,22%, a 421 pontos.

O principal índice de Londres ficou atrás de seus pares. A empresa de ensino Pearson teve o pior desempenho no STOXX 600, com um tombo de quase 9% após alerta de lucro.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,43%, a 7.609 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,02%, a 13.429 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,11%, a 6.039 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,74%, a 23.940 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,64%, a 9.572 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,07%, a 5.306 pontos.