Mercado fechará em 2 h 30 min
  • BOVESPA

    108.177,40
    +240,29 (+0,22%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.380,94
    -509,65 (-1,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,80
    +1,49 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.848,10
    +6,40 (+0,35%)
     
  • BTC-USD

    36.811,04
    +2.438,65 (+7,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    837,87
    +17,28 (+2,11%)
     
  • S&P500

    4.330,79
    -79,34 (-1,80%)
     
  • DOW JONES

    34.014,38
    -350,12 (-1,02%)
     
  • FTSE

    7.360,61
    +63,46 (+0,87%)
     
  • HANG SENG

    24.243,61
    -412,85 (-1,67%)
     
  • NIKKEI

    27.131,34
    -457,03 (-1,66%)
     
  • NASDAQ

    14.170,00
    -331,00 (-2,28%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1901
    -0,0386 (-0,62%)
     

Ações europeias se recuperam com retorno a papéis de tecnologia

·1 min de leitura
Pedestre caminha em frente à Bolsa de Valores de Milão

Por Anisha Sircar e Ambar Warrick

(Reuters) - O mercado acionário europeu avançou nesta terça-feira, com os investidores retornando aos papéis de tecnologia depois de fortes perdas por temores de aumento de juros.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,84%, a 483,08 pontos, recuperando-se de seu pior dia em um mês e meio. As ações de tecnologia tiveram o melhor desempenho do dia, subindo 1,9%, após caírem quase 8% nas últimas sete sessões.

A alta dos rendimentos dos títulos em todo o mundo, diante de expectativas de altas de juros nos EUA e na Europa este ano, provocou grandes perdas no setor de tecnologia, com os investidores descontando lucros futuros do setor.

"O mercado está lidando com uma ampla rotação e o potencial de um ritmo rápido de altas de juros, o que está levando a volatilidade", disse Greg Marcus, diretor-gerente no UBS Private Wealth Management.

As bolsas europeias recuaram de máximas recordes atingidas neste mês, à medida que a alta dos rendimentos, as pressões inflacionárias e os casos de Covid-19 aumentam a pressão sobre as ações.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,62%, a 7.491,37 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,10%, a 15.941,81 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,95%, a 7.183,38 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,66%, a 27.535,48 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,56%, a 8.755,90 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,33%, a 5.641,69 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos