Mercado fechado
  • BOVESPA

    116.134,46
    +6.097,67 (+5,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.429,75
    +802,95 (+1,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,72
    +0,09 (+0,11%)
     
  • OURO

    1.705,20
    +3,20 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    19.541,89
    +359,53 (+1,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    444,36
    +9,00 (+2,07%)
     
  • S&P500

    3.678,43
    +92,81 (+2,59%)
     
  • DOW JONES

    29.490,89
    +765,38 (+2,66%)
     
  • FTSE

    6.908,76
    +14,95 (+0,22%)
     
  • HANG SENG

    17.079,51
    -143,32 (-0,83%)
     
  • NIKKEI

    26.805,72
    +589,93 (+2,25%)
     
  • NASDAQ

    11.349,25
    +63,50 (+0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0697
    -0,0042 (-0,08%)
     

Ações europeias se recuperam após início de semana difícil

Por Shreyashi Sanyal

(Reuters) - As ações europeias subiam nesta terça-feira após um início de semana difícil devido a preocupações com uma iminente crise de energia e recessão, enquanto o Credit Suisse Group subiu depois que o banco suíço concordou em vender seu negócio global de trust.

Às 07:53 (horário de Brasília), o índice STOXX 600 de todo o continente subia 0,6%, após uma perda de 0,6% na sessão anterior, quando a Rússia parou de bombear gás através do gasoduto Nord Stream 1 para a Europa.

O índice DAX da Alemanha também tinha alta depois de cair mais de 2% na segunda-feira devido a crescentes preocupações de que a maior economia da Europa esteja caminhando para uma recessão.

Os investidores acompanham de perto as últimas notícias sobre a paralisação do gás Nord Stream, que provocou temores sobre o aumento dos preços da energia e a escassez de inverno na região.

Os embarques de gás natural russo através do gasoduto principal não serão retomados até que a Siemens Energy conserte o equipamento defeituoso, disse à Reuters o vice-presidente executivo da Gazprom, Vitaly Markelov.

. O índice FTSEurofirst 300 tinha alta de 0,60%, a 1.642 pontos.

. Em LONDRES, o índice Financial Times avançava 0,22%, a 7.303 pontos.

. Em FRANKFURT, o índice DAX subia 1,10%, a 12.900 pontos.

. Em PARIS, o índice CAC-40 ganhava 0,54%, a 6.126 pontos.

. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha valorização de 0,03%, a 21.487 pontos.

. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava alta de 0,12%, a 7.872 pontos.

. Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizava-se 0,23%, a 5.990 pontos.