Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.563,79
    +55,65 (+0,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Ações europeias registram melhor semana em quase oito meses

Fachada da antiga Bolsa de Valores de Paris

Por Shreyashi Sanyal e Ankika Biswas

(Reuters) - As ações europeias registraram seu melhor desempenho semanal em quase oito meses nesta sexta-feira, em grande parte impulsionadas por apostas de aumentos menores de juros pelo Federal Reserve e flexibilização das restrições contra a Covid-19 na China.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,1%, a 432,26 pontos, máxima em 11 semanas, com serviços financeiros, mineração e ações de varejo na liderança dos ganhos.

O índice registrou ganhos semanais de 3,7%, principalmente depois que dados divulgados na quinta-feira mostraram que os preços ao consumidor dos Estados Unidos arrefeceram mais do que o esperado em outubro, levando a expectativas de que o banco central norte-americano possa moderar o tamanho de seus movimentos futuros na taxa básica de juros.

Além disso, notícias de que a China flexibilizou algumas de suas rígidas regras contra a Covid-19 manteve o sentimento positivo dos investidores, o que impulsionou as ações de mineradoras e varejistas de artigos de luxo.

Os recursos básicos europeus subiram 2,6% com o avanço dos preços dos metais básicos. [MET/L]

Uma temporada de balanços corporativos positivos e expectativas de incrementos de juros menores pelo banco central dos EUA ajudaram o índice de referência europeu a estender os ganhos para a quarta semana consecutiva, conforme investidores deixaram de lado as preocupações sobre a economia europeia entrar em recessão.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,78%, a 7.318,04 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,56%, a 14.224,86 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,58%, a 6.594,62 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,25%, a 24.455,57 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,43%, a 8.098,10 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,66%, a 5.739,34 pontos.