Mercado fechado

Ações europeias recuam para mínima em 1 mês após queda de papéis de tecnologia

Bolsa de Valores de Frankfurt

Por Anisha Sircar

(Reuters) - As ações europeias caíram nesta segunda-feira, com os papéis de tecnologia na lanterna conforme os rendimentos dos títulos subiram na esteira de comentários de autoridades de bancos centrais, que aumentaram os temores de medidas agressivas para conter a inflação em meio a riscos crescentes de recessão.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,81%, a 422,65 pontos, mínima em mais de um mês, com as ações de tecnologia, sensíveis aos juros, em baixa de 2,4%.

O rendimento do título de dez anos da Alemanha subiu 10 pontos-base, para eu maior nível em dois meses.

Isabel Schnabel, diretora do Banco Central Europeu (BCE), alertou no fim de semana que os bancos centrais devem agir vigorosamente para combater a inflação, mesmo que isso arraste as economias para a recessão, enquanto as autoridades François Villeroy e Martins Kazaks também sinalizaram outro grande aumento de juro em setembro.

Seus comentários seguiram o aviso do chair do Federal Reserve, Jerome Powell, na sexta-feira, de que o banco central dos Estados Unidos aumentará os custos dos empréstimos até onde for necessário para restringir o crescimento e mantê-los lá "por algum tempo".

"Nem Schnabel nem Villeroy disseram o que vão favorecer na próxima reunião --eles podem querer ver os dados de inflação de agosto e as previsões econômicas revisadas do BCE antes de decidir", disse Andrew Kenningham, economista-chefe da Capital Economics para a Europa.

As ações imobiliárias, que estão entre os setores vistos como apostas "defensivas" ou mais seguras em tempos de incerteza econômica, tiveram as menores perdas em meio a uma ampla liquidação do STOXX 600.

Em LONDRES, o índice Financial Times não teve operações.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,61%, a 12.892,99 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,83%, a 6.222,28 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,24%, a 21.841,88 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,92%, a 7.989,60 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,48%, a 6.112,27 pontos.