Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.259,49
    -831,51 (-0,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.579,10
    -329,10 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,61
    -0,54 (-0,75%)
     
  • OURO

    1.817,90
    -43,50 (-2,34%)
     
  • BTC-USD

    38.579,38
    -1.534,77 (-3,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,60
    -36,88 (-3,72%)
     
  • S&P500

    4.223,70
    -22,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.033,67
    -265,63 (-0,77%)
     
  • FTSE

    7.184,95
    +12,47 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    28.436,84
    -201,66 (-0,70%)
     
  • NIKKEI

    29.291,01
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    13.896,25
    -85,00 (-0,61%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0719
    +0,0099 (+0,16%)
     

Ações europeias ficam perto de máximas; setor de viagens sobe com perspectivas de recuperação

·2 minuto de leitura
Pedestre passa pela Bolsa de Valores, em Milão

Por Sruthi Shankar e Shreyashi Sanyal

(Reuters) - As ações europeias permaneceram perto de máximas recordes nesta quarta-feira, com investidores evitando fazer grandes apostas antes da decisão do Banco Central Europeu (BCE) e dos dados de inflação dos Estados Unidos nesta semana.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,1%, a 1.750 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,09%, a 454 pontos, pouco abaixo da máxima de 455,66 atingida na sessão anterior.

Air France KLM, Lufthansa e a IAG subiram cerca de 3% cada após o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA dizer que está flexibilizando suas recomendações de viagem sobre 110 países e regiões.

O índice de viagens e lazer subiu 0,9% à medida que muitas economias europeias começam a sair dos lockdowns impostos para conter a Covid-19.

Ainda assim, um aumento da inflação ainda preocupa os investidores depois que dados mostraram mais cedo que os preços ao produtor da China subiram no mês de maio em seu ritmo anual mais rápido em mais de 12 anos, impulsionados pela alta nos preços das commodities.

Grandes mineradoras listadas no Reino Unido, como Rio Tinto, Anglo American e BHP Group caíram mais de 2% cada, derrubando o FTSE 100 de Londres.

O foco agora estará nos dados de preços ao consumidor dos EUA na quinta-feira, leitura que pode influenciar as expectativas do mercado antes da reunião do Federal Reserve na próxima semana para discutir a redução do seu programa de compra de títulos.

Apesar da recuperação econômica em curso e do aumento das pressões inflacionárias, é provável que o BCE decida por manter o ritmo atual de compras de títulos em sua reunião de quinta-feira.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,20%, a 7.081 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,38%, a 15.581 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,19%, a 6.563 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,26%, a 25.741 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,03%, a 9.156 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,02%, a 5.113 pontos.

(Por Sruthi Shankar e Shreyashi Sanyal em Bengaluru)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos