Mercado fechado

Ações europeias fecham na máxima de 4 anos com esperança de acordo comercial

Valor

Índice Stoxx Europe 600 encerrou em alta de 0,32%, aos 409,81 pontos As bolsas europeias acompanharam o sentimento positivo visto na terça-feira em Wall Street e nesta quarta-feira na Ásia e a maioria fechou a sessão em terreno positivo. Há também menos liquidez nos mercados em função do feriado de amanhã (28) nos EUA e da sessão reduzida na sexta-feira.

O índice continental Stoxx Europe 600 encerrou em alta de 0,32%, aos 409,81 pontos, superando a máxima dos últimos quatro anos, aos 409,70 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,38%, a 13.287,07 pontos. Em Londres, o FTSE-100 ganhou 0,36%, aos 7.429,78 pontos. Em Paris, o CAC-40 teve leve queda de 0,05%, para 5.926,84 pontos.

Em Milão, o FTSE-MIB caiu 0,26%, para 23.485,03 pontos, enquanto em Madri o Ibex 35 avançou 0,41%, a 9.362,70 pontos.

Ontem, o presidente dos EUA, Donald Trump, injetou mais otimismo nos mercados globais ao declarar que um acordo comercial de “primeira fase” com a China está em seus ajustes finais, depois de uma conversa por telefone entre os principais negociadores de ambos os lados.

Um lote de indicadores econômicos americanos também agradou, como a revisão do crescimento do PIB dos EUA no 3º trimestre para 2,1%, de 1,9%. Outros dados indicaram que os gastos dos consumidores americanos aumentaram no mês passado, bem como as encomendas de bens de capital pelas indústrias.

O índice do dólar DXY subia 0,15% nesta tarde, com o euro caindo 0,21%, para US$ 1,10. O iene japonês recuava 0,21% em relação ao dólar, para 109,38. A libra tinha uma sessão volátil e subia após pesquisas de opinião pré-eleitorais mostrarem um estreitamento da liderança dos conservadores do primeiro-ministro britânico Boris Johnson sobre os partidos da oposição, embora ele continue sendo o favorito para vencer a disputa em 12 de dezembro.