Mercado abrirá em 5 h 47 min
  • BOVESPA

    121.801,21
    -1.775,35 (-1,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.195,43
    -438,48 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,92
    -0,23 (-0,34%)
     
  • OURO

    1.812,10
    -2,40 (-0,13%)
     
  • BTC-USD

    39.028,01
    +1.162,02 (+3,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    964,64
    +37,87 (+4,09%)
     
  • S&P500

    4.402,66
    -20,49 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    34.792,67
    -323,73 (-0,92%)
     
  • FTSE

    7.123,86
    0,00 (0,00%)
     
  • HANG SENG

    26.139,09
    -287,46 (-1,09%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.085,50
    +12,00 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1463
    +0,0280 (+0,46%)
     

Ações europeias fecham na máxima de 4 anos com esperança de acordo comercial

Índice Stoxx Europe 600 encerrou em alta de 0,32%, aos 409,81 pontos As bolsas europeias acompanharam o sentimento positivo visto na terça-feira em Wall Street e nesta quarta-feira na Ásia e a maioria fechou a sessão em terreno positivo. Há também menos liquidez nos mercados em função do feriado de amanhã (28) nos EUA e da sessão reduzida na sexta-feira. O índice continental Stoxx Europe 600 encerrou em alta de 0,32%, aos 409,81 pontos, superando a máxima dos últimos quatro anos, aos 409,70 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,38%, a 13.287,07 pontos. Em Londres, o FTSE-100 ganhou 0,36%, aos 7.429,78 pontos. Em Paris, o CAC-40 teve leve queda de 0,05%, para 5.926,84 pontos. Em Milão, o FTSE-MIB caiu 0,26%, para 23.485,03 pontos, enquanto em Madri o Ibex 35 avançou 0,41%, a 9.362,70 pontos. Ontem, o presidente dos EUA, Donald Trump, injetou mais otimismo nos mercados globais ao declarar que um acordo comercial de “primeira fase” com a China está em seus ajustes finais, depois de uma conversa por telefone entre os principais negociadores de ambos os lados. Um lote de indicadores econômicos americanos também agradou, como a revisão do crescimento do PIB dos EUA no 3º trimestre para 2,1%, de 1,9%. Outros dados indicaram que os gastos dos consumidores americanos aumentaram no mês passado, bem como as encomendas de bens de capital pelas indústrias. O índice do dólar DXY subia 0,15% nesta tarde, com o euro caindo 0,21%, para US$ 1,10. O iene japonês recuava 0,21% em relação ao dólar, para 109,38. A libra tinha uma sessão volátil e subia após pesquisas de opinião pré-eleitorais mostrarem um estreitamento da liderança dos conservadores do primeiro-ministro britânico Boris Johnson sobre os partidos da oposição, embora ele continue sendo o favorito para vencer a disputa em 12 de dezembro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos