Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,49
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.774,80
    -1,90 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    34.790,20
    +1.329,70 (+3,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    840,28
    +53,66 (+6,82%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    28.882,46
    +65,39 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    29.092,17
    +216,94 (+0,75%)
     
  • NASDAQ

    14.343,25
    -11,00 (-0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8618
    -0,0005 (-0,01%)
     

Ações europeias fecham em patamar recorde com emprego fraco nos EUA reduzindo apostas de aperto monetário

·2 minuto de leitura
Pessoas entram e saem do prédio da Bolsa de Londres, no Reino Unido

Por Ambar Warrick e Sruthi Shankar

(Reuters) - As ações europeias fecharam em patmar recorde nesta sexta-feira, quando um relatório fraco de empregos nos Estados Unidos reduziu a perspectiva de um aperto precoce na política monetária, enquanto o otimismo com a recuperação econômica da zona do euro impulsionou a maioria dos setores.

O índice pan-europeu STOXX 600 valorizou-se 0,4% para uma nova máxima de fechamento de 452,57 pontos, tendo mais cedo na sessão batido a máxima histórica de 452,71 pontos. Na semana, o índice subiu 0,8%.

As ações de tecnologia subiram 1,2% e tiveram melhor desempenho no dia, lideradas pela fabricante austríaca de chips AMS. As ações da empresa subiram 4,4% após o anúncio da venda do seu negócio de sistemas digitais na América do Norte à marca norte-americana Acquity Brands.

As ações globais subiram após dados mostrarem que a criação de novos postos de trabalho nos EUA cresceu menos do que o esperado em maio, levando muitos a reduzirem as expectativas de sinais 'hawkish' (duro com a inflação) do Federal Reserve (Fed). [MKTS/GLOB]

O Fed citou a inflação e a saúde do mercado de trabalho como dois fatores-chave necessários para o aperto das políticas monetárias.

Os novos dados vieram poucos dias antes das reuniões de política do Fed e do Banco Central Europeu (BCE) na próxima semana, quando os investidores estarão atentos a indicações sobre a redução dos grandes programas de compra de títulos.

Espera-se que ambos os bancos deixem a política inalterada.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,33%, a 1.742,12 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,07%, a 7.069,04 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,39%, a 15.692,90 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,12%, a 6.515,66 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,46%, a 25.570,46 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,59%, a 9.088,30 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,31%, a 5.137,29 pontos.

(Por Sruthi Shankar em Bengaluru)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5047 2838))

REUTERS PVB IV

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos