Mercado fechado

Ações europeias fecham em máxima em mais de 8 meses com otimismo sobre vacina da Moderna

Por Shashank Nayar e Ambar Warrick
·2 minuto de leitura
Bolsa de Frankfurt
Bolsa de Frankfurt

Por Shashank Nayar e Ambar Warrick

(Reuters) - As ações europeias fecharam em uma máxima em mais de oito meses nesta segunda-feira, com dados positivos sobre uma vacina contra a Covid-19 da Moderna aumentando a confiança dos investidores em relação a um ritmo mais rápido de retomada econômica, enquanto os sinais de recuperação na Ásia também ajudaram.

A Moderna tornou-se a segunda farmacêutica em uma semana a relatar alta eficácia em uma vacina experimental contra o coronavírus, depois que a Pfizer fez um anúncio semelhante em 9 de novembro.

"Quanto mais empresas desenvolverem uma vacina candidata que possa se mostrar eficaz, mais otimistas os investidores estarão sobre a possibilidade de uma saída desta pandemia, e, para a atividade econômica, de que volte a alguma aparência de normalidade", disse Michael Hewson, analista-chefe de mercado da CMC Markets.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 1,07%, a 1.505 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 1,18%, a 390 pontos.

As ações de petróleo lideraram os ganhos devido a um salto de 4% nos preços da commodity, enquanto os bancos subiram 3,1%, liderados pelo espanhol BBVA.

O BBVA terminou em alta de 16% e foi uma das três ações com melhor desempenho no índice STOXX 600 depois que o PNC Financial Services Group disse que compraria seus negócios nos Estados Unidos por 11,6 bilhões de dólares em dinheiro.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,66%, a 6.421,29 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,47%, a 13.138,61 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,70%, a 5.471,48 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,98%, a 21.317,01 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 2,60%, a 7.986,20 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,35%, a 4.426,33 pontos.