Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.487,95
    -1.453,73 (-1,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.474,74
    -1.124,64 (-2,18%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,28
    -1,86 (-2,18%)
     
  • OURO

    1.841,20
    +9,40 (+0,51%)
     
  • BTC-USD

    35.911,49
    +926,94 (+2,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    816,55
    +5,95 (+0,73%)
     
  • S&P500

    4.299,99
    -97,95 (-2,23%)
     
  • DOW JONES

    33.585,50
    -679,87 (-1,98%)
     
  • FTSE

    7.297,15
    -196,98 (-2,63%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    -309,09 (-1,24%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    14.147,25
    -279,25 (-1,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2323
    +0,0423 (+0,68%)
     

Ações europeias fecham em baixa conforme crescem temores de aperto monetário

·2 min de leitura
Pedestre caminha em frente à Bolsa de Valores de Milão

Por Anisha Sircar

(Reuters) - As ações europeias caíram nesta sexta-feira após comentários "hawkish" (mais duros contra a inflação) de autoridades de bancos centrais alimentarem preocupações sobre o impacto de uma política monetária mais apertada, enquanto a EDF, da França, despencou depois de intervenção do governo para reduzir os preços da eletricidade.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 1,01%, a 481,16 pontos, marcando sua pior semana desde o final de novembro.

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse que o banco está pronto para tomar quaisquer medidas necessárias para levar a inflação para sua meta de 2%, o que aumentou as apostas numa alta dos juros este ano.

O vice-presidente do BCE, Luis de Guindos, também alertou que a escalada da inflação na zona do euro não é tão transitória quanto se pensava anteriormente.

O aperto das condições monetárias dará fim às medidas de liquidez implementadas na pandemia, que inundaram o mercado de dinheiro e levaram as ações a picos recordes ao longo de 2021.

O grupo francês de energia EDF afundou 14,6% e teve o pior desempenho entre as ações listadas no STOXX 600 depois de a França ordenar que a empresa estatal venda mais de sua energia nuclear barata para concorrentes menores de forma a limitar a elevação dos preços da eletricidade no país.

Quase todos os setores e índices de ações regionais ficaram no vermelho nesta sexta-feira. O varejista teve o pior desempenho do dia, enquanto os papéis de petróleo foram os únicos a obter ganhos.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,28%, a 7.542,95 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,93%, a 15.883,24 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,81%, a 7.143,00 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,08%, a 27.543,96 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,12%, a 8.806,60 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,21%, a 5.636,79 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos