Mercado fechado

Ações europeias fazem pausa após rali; estímulo do BCE impulsiona bancos

Por Sruthi Shankar

Por Sruthi Shankar

(Reuters) - Um forte rali nas ações europeias foi interrompido nesta quinta-feira depois que os investidores realizaram lucros, embora os bancos da zona do euro tenham subido depois que o Banco Central Europeu intensificou seu programa de estímulo para sustentar a economia afetada pelo coronavírus.

O índice FTSEurofirst 300 6caiu 0,68%, a 1.426 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,72%, a 366 pontos, com quedas nas montadoras, concessionárias e ações de saúde liderando as perdas.

O índice de ações da zona do euro fechou em queda de 0,2%, depois ter recuado até 0,8% durante a sessão, mas os credores do bloco subiram 1,1%.

O BCE disse que vai aumentar o tamanho das compras emergenciais de títulos em 600 bilhões de euros, para 1,35 trilhão de euros, valor acima do esperado, e que as compras ocorrerão até o final de junho de 2021, seis meses a mais do que o inicialmente planejado.

O índice dos bancos italianos teve alta de 1,1%, enquanto os credores espanhóis BBVA e Santander saltaram quase 1,7%.

"Segunda, terça e quarta tiveram uma grande alta com a expectativa de uma flexibilização adicional", disse David Madden, analista de mercado da CMC Markets. "Entendemos isso e agora parece que os operadores estão tirando o dinheiro da mesa por enquanto."

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,64%, a 6.341 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,45%, a 12.430 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,21%, a 5.011 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,04%, a 19.634 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,78%, a 7.566 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,33%, a 4.621 pontos.