Mercado fechará em 37 mins
  • BOVESPA

    121.737,99
    +1.032,09 (+0,86%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.194,11
    +364,80 (+0,75%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,33
    +1,51 (+2,37%)
     
  • OURO

    1.842,20
    +18,20 (+1,00%)
     
  • BTC-USD

    50.266,08
    +1.854,16 (+3,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.405,37
    +46,81 (+3,45%)
     
  • S&P500

    4.179,66
    +67,16 (+1,63%)
     
  • DOW JONES

    34.430,08
    +408,63 (+1,20%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.393,75
    +293,50 (+2,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3993
    -0,0132 (-0,21%)
     

Ações europeias cravam novos recordes com setor automotivo após balanço da Daimler

Sruthi Shankar e Susan Mathew
·2 minuto de leitura
Bolsa de Frankfurt

Por Sruthi Shankar e Susan Mathew

(Reuters) - As ações europeias terminaram em máxima recorde nesta sexta-feira, completando sua sétima semana consecutiva de ganhos, depois que fortes dados dos Estados Unidos e da China estimularam otimismo sobre uma rápida recuperação global, enquanto o balanço otimista da alemã Daimler impulsionou ações de montadoras.

O índice pan-europeu STOXX 600 subiu 0,8%. O mercado alemão fechou em máxima histórica e o londrino encerrou no maior patamar em mais de um ano.

As ações globais atingiram níveis recordes depois que dados mostraram que a recuperação econômica da China acelerou fortemente no primeiro trimestre e as vendas no varejo dos EUA tiveram em março a maior alta em dez meses.

"As boas notícias continuam a fluir tanto na frente corporativa quanto na econômica, após um ótimo início de temporada de balanços pelos bancos nos últimos dias. Agora o foco se torna mais amplo, abrangendo uma gama mais ampla de setores", disse Chris Beauchamp, analista-chefe de mercado da IG.

As ações da fabricante alemã de carros e caminhões Daimler subiram 2,7%, já que os preços mais altos dos veículos e a forte demanda na China ajudaram a empresa a divulgar um aumento maior que o esperado no lucro operacional trimestral.

O índice de automóveis e peças ganhou 2,1%, liderando os ganhos entre os setores europeus. Dados mostraram que os registros de carros novos aumentaram 87,3% em março na União Europeia (UE).

Na próxima semana, as atenções estarão voltadas para a reunião do Banco Central Europeu (BCE) na quinta-feira.

"O BCE analisará quaisquer aumentos temporários na inflação e não aceitará quaisquer aumentos nos rendimentos dos títulos, a menos que sejam o resultado de melhores perspectivas de crescimento", disse o ING em nota.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,52%, a 7.019,53 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,34%, a 15.459,75 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,85%, a 6.287,07 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,88%, a 24.744,38 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,49%, a 8.613,50 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,57%, a 5.016,48 pontos.