Mercado abrirá em 5 h 17 min

Ações europeias caem por nervosismo com balanços e altas de juros

Bolsa de valores de Frankfurt

Por Ankika Biswas e Amruta Khandekar

(Reuters) - As ações europeias recuaram nesta quarta-feira uma vez que resultados fracos da gigante de software Microsoft alimentaram temores sobre as perspectivas do setor de tecnologia, enquanto os investidores continuavam preocupados que os bancos centrais ainda não estão perto de interromper o aumento de suas taxas de juros.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,29%, a 452,07 pontos, recuando pelo segundo dia mas acima da mínima de quase duas semanas atingida durante a sessão.

As ações de tecnologia, que se recuperaram este ano depois de um 2022 difícil, caíram 0,4%, já que a Microsoft estimou a receita comercial do atual quarto de seu negócio na nuvem abaixo das estimativas.

"A perspectiva fraca pintada pela Microsoft está pesando no setor de tecnologia", disse Michael Hewson, analista chefe de mercados da CMC Markets.

Os mercados acionários avançaram este ano com as expectativas de que o Federal Reserve e outros bancos centrais estariam perto de frear as altas de juros conforme a inflação diminui.

Mas essas expectativas sofreram um abalo nos últimos dias com mensagens duras de autoridades do Banco Central Europeu, além de uma melhora na atividade econômica da zona do euro, o que alimentou especulações de que haveria mais espaço para altas de juros.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,16%, a 7.744,87 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,08%, a 15.081,64 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,09%, a 7.043,88 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,03%, a 25.875,30 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,11%, a 8.957,50 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,68%, a 5.898,56 pontos.