Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.716,00
    -2.354,48 (-2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.395,94
    -928,98 (-2,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,43
    -4,06 (-4,86%)
     
  • OURO

    1.651,70
    -29,40 (-1,75%)
     
  • BTC-USD

    18.921,13
    -429,08 (-2,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    434,61
    -9,92 (-2,23%)
     
  • S&P500

    3.693,23
    -64,76 (-1,72%)
     
  • DOW JONES

    29.590,41
    -486,27 (-1,62%)
     
  • FTSE

    7.018,60
    -140,92 (-1,97%)
     
  • HANG SENG

    17.933,27
    -214,68 (-1,18%)
     
  • NIKKEI

    27.153,83
    -159,30 (-0,58%)
     
  • NASDAQ

    11.388,00
    -177,50 (-1,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0976
    +0,0649 (+1,29%)
     

Ações europeias caem pela terceira sessão consecutiva sob peso de petróleo e tecnologia

Por Shreyashi Sanyal e Susan Mathew

(Reuters) - As ações europeias fecharam em queda nesta quinta-feira, revertendo ganhos de mais cedo na sessão, com ações de energia e tecnologia sofrendo as maiores retrações em meio a preocupações com uma política monetária mais apertada e questões geopolíticas.

O índice STOXX 600 fechou em queda de 0,7%, no terceiro dia consecutivo de baixa. Um recuo nos preços do petróleo devido a preocupações com a demanda derrubou as ações de energia, que perderam 2,1%.

Ações de tecnologia, que tendem a ter desempenho inferior em um ambiente taxas de juros elevadas por preocupações com o impacto nos seus lucros futuros, recuaram 1,8%, pesando mais no STOXX 600.

Depois que dados desta semana mostraram que a inflação nos Estados Unidos permaneceu alta, outro conjunto de relatórios divulgado nesta quinta-feira revelou vendas no varejo positivas e uma queda nos pedidos de auxílio-desemprego, reforçando a visão de que o consumidor e o mercado de trabalho permanecem fortes e fortalecendo, assim, expectativa de um Federal Reserve agressivo na política monetária.

O Fed deve promover a terceira alta de 75 pontos-base na taxa de juros na próxima semana. O Banco Central Europeu já fez um aperto de 75 pontos este mês e sinalizou mais altas.

Em meio às sanções ocidentais à Rússia por sua invasão da Ucrânia, a China disse nesta quinta-feira que trabalhará com a Rússia para "instalar estabilidade e energia positiva em um mundo caótico".

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,65%, a 414,78 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,07%, a 7.282,07 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,55%, a 12.956,66 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,04%, a 6.157,84 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,21%, a 22.365,82 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,37%, a 8.085,50 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,01%, a 5.914,16 pontos.

(Reportagem de Shreyashi Sanyal e Shashwat Chauhan em Bengaluru)