Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.345,82
    +1.857,94 (+1,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.376,89
    -141,41 (-0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,67
    +0,39 (+0,35%)
     
  • OURO

    1.851,60
    +9,50 (+0,52%)
     
  • BTC-USD

    29.268,02
    -754,62 (-2,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    657,25
    -17,62 (-2,61%)
     
  • S&P500

    3.973,75
    +72,39 (+1,86%)
     
  • DOW JONES

    31.880,24
    +618,34 (+1,98%)
     
  • FTSE

    7.513,44
    +123,46 (+1,67%)
     
  • HANG SENG

    20.470,06
    -247,18 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    12.053,75
    +213,00 (+1,80%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1439
    -0,0089 (-0,17%)
     

Ações europeias caem de olho em balanços de tecnologia dos EUA

·2 min de leitura
Entrada da Bolsa de Londres

(.)

Por Anisha Sircar e Susan Mathew

(Reuters) - As ações europeias fecharam em queda pela terceira sessão consecutiva nesta terça-feira, abandonando ganhos iniciais conforme as ações de tecnologia acompanharam os pares dos Estados Unidos a território negativo antes da divulgação de balanços de algumas grandes empresas, enquanto o FTSE de Londres se destacou positivamente com o aumento de commodities.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,90%, a 441,10 pontos, com as ações de tecnologia caindo 2,3%, para os menores patamares em seis semanas, e os bancos recuando 2,3%.

O índice tinha subido 1% mais cedo no dia, impulsionado pelos fortes ganhos de empresas como o banco suíço UBS e a gigante do transporte marítimo Maersk. Isso ocorreu após uma queda de 2% na segunda-feira devido a preocupações com uma desaceleração econômica na China e rápidos aumentos das taxas de juros nos EUA.

"Os investidores voltaram a se preocupar com o crescimento econômico, voltando ao tema que dominava no final da semana passada", disse Chris Beauchamp, analista-chefe de mercado da plataforma de negociação online IG.

"Enquanto isso... o nervosismo com os grandes resultados de tecnologia esta semana vieram à tona."

O Nasdaq, pesado em tecnologia, caía mais de 2%, com Alphabet Inc e Microsoft Corp sofrendo queda de mais de 2% cada antes de seus balanços, divulgados após o fechamento.

Limitando perdas mais amplas na Europa, as mineradoras subiram 1,1%, recuperando uma fatia da queda de 6% de segunda-feira, enquanto as ações de energia ganharam 0,9%.

Isso manteve o FTSE 100 em alta em meio às perdas do alemão DAX e do espanhol IBEX, que perderam mais de 1%.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,08%, a 7.386,19 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,20%, a 13.756,40 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,54%, a 6.414,57 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,95%, a 23.681,76 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,58%, a 8.439,30 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,32%, a 5.861,72 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos