Mercado abrirá em 31 mins
  • BOVESPA

    110.235,76
    +1.584,71 (+1,46%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.808,21
    +566,41 (+1,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    93,07
    +1,14 (+1,24%)
     
  • OURO

    1.811,60
    -2,10 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    24.668,12
    +1.586,71 (+6,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    583,13
    +51,91 (+9,77%)
     
  • S&P500

    4.210,24
    +87,77 (+2,13%)
     
  • DOW JONES

    33.309,51
    +535,11 (+1,63%)
     
  • FTSE

    7.479,42
    -27,69 (-0,37%)
     
  • HANG SENG

    20.082,43
    +471,59 (+2,40%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.471,75
    +79,75 (+0,60%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2508
    +0,0044 (+0,08%)
     

Ações europeias caem e interrompem sequência de 3 dias de ganhos

Bolsa de Valores de Frankfurt

Por Susan Mathew e Devik Jain

(Reuters) - As ações europeias recuaram e interromperam uma série de três dias de ganhos nesta quarta-feira devido ao nervosismo em torno do fornecimento de gás russo ao continente, enquanto os papéis italianos caíram em meio a uma crise política envolvendo o governo do primeiro-ministro Mario Draghi.

O índice MIB, da Itália, cedeu acentuadamente, pressionado por ações bancárias. Draghi pediu nesta quarta-feira que o Senado italiano realize um voto de confiança que efetivamente decida se seu governo de coalizão permanecerá no poder.

Uma votação sobre seu discurso é esperada para depois do fechamento do mercado europeu.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,21%, a 422,51 pontos, após subir até 0,5% mais cedo na sessão.

Afetou o sentimento a notícia de que a União Europeia disse aos Estados-membros do bloco que cortem o uso de gás em 15% até março como medida de emergência, depois que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou que os suprimentos russos enviados pelo maior oleoduto para a Europa poderiam ser reduzidos ainda mais e até parar.

Preocupações com uma crise no fornecimento de energia na Europa, um euro mais fraco e perspectivas de que uma política monetária agressiva para conter a inflação crescente possa desencadear uma recessão global abalaram os mercados e aprofundaram a baixa do STOXX 600 neste ano para 13,4%.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,44%, a 7.264,31 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,20%, a 13.281,98 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,27%, a 6.184,66 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,60%, a 21.348,42 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,18%, a 8.028,90 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,60%, a 5.940,52 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos