Mercado fechará em 5 h 2 min
  • BOVESPA

    109.605,11
    +490,95 (+0,45%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.156,46
    +347,90 (+0,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,73
    +2,02 (+2,63%)
     
  • OURO

    1.645,40
    +12,00 (+0,73%)
     
  • BTC-USD

    20.212,12
    +1.060,79 (+5,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,04
    +2,90 (+0,63%)
     
  • S&P500

    3.698,73
    +43,69 (+1,20%)
     
  • DOW JONES

    29.541,91
    +281,10 (+0,96%)
     
  • FTSE

    7.039,59
    +18,64 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.860,31
    +5,17 (+0,03%)
     
  • NIKKEI

    26.571,87
    +140,32 (+0,53%)
     
  • NASDAQ

    11.495,00
    +178,75 (+1,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1449
    -0,0345 (-0,67%)
     

Ações europeias acumulam queda em agosto em meio a recorde de inflação

FOTO DE ARQUIVO: Gráfico do índice DAX da bolsa alemã, em Frankfurt, Alemanha, 30 de agosto de 2022. REUTERS/Staff

Por Anisha Sircar e Shreyashi Sanyal

(Reuters) - As ações europeias recuaram nesta quarta-feira e registraram baixa no saldo do mês, com dados mostrando que a inflação da zona do euro atingiu em agosto outro recorde, enquanto preocupações com a energia se intensificaram depois de a Rússia começar a interromper o fluxo de gás para a Alemanha por meio de uma importante rota de fornecimento.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou a sessão desta quarta-feira em queda de 1,12%, a 415,12 pontos, e tocou novas mínimas em seis semanas, estendendo suas perdas para um quarto pregão consecutivo. Os papéis de energia cederam 2,6% e ficaram na lanterna, já que os preços do petróleo continuaram a cair por causa de temores de recessão. [OU]

O STOXX 600 registrou declínio mensal de 5,1%, devido a preocupações com políticas monetárias agressivas por parte de bancos centrais e riscos crescentes de recessão e racionamento de energia no continente.

A inflação na zona do euro acelerou para novo recorde de 9,1% neste mês, de 8,9% em julho, superando as expectativas e se distanciando ainda mais da meta de 2% do Banco Central Europeu (BCE). O índice de ações da zona do euro caiu 1,0% nesta quarta, pairando mínimas em seis semanas.

"Este é mais um número de chorar e mostra que os consumidores estavam sentindo a dor mesmo antes de a Rússia apertar seu controle sobre o mercado de energia", disse Susannah Streeter, analista sênior de investimentos e mercados da Hargreaves Lansdown.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 1,05%, a 7.284,15 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,97%, a 12.834,96 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,37%, a 6.125,10 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,22%, a 21.559,32 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,17%, a 7.886,10 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,42%, a 5.995,24 pontos.