Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.525,15
    -1,41 (-0,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Ações europeias acompanham ganhos de Wall Street e fecham em alta

Salão da Bolsa de Valores de Frankfurt

Por Sruthi Shankar e Ankika Biswas

(Reuters) - A maioria das ações europeias fechou em alta nesta sexta-feira, conforme sinais otimistas de Wall Street ajudaram a compensar perdas iniciais decorrentes de preços mais fracos de commodities e balanços corporativos mistos.

Após chegar a cair 1,1% mais cedo, o índice pan-europeu STOXX 600 subiu conforme o pregão seguiu e fechou em alta de 0,14%, a 410,76 pontos, em seu nível mais alto em cinco semanas.

Os índices de Wall Street eram impulsionados pelos resultados melhores do que o esperado da Apple.[.N]

O STOXX 600 fechou estável na quinta-feira, depois que o Banco Central Europeu aumentou os juros como esperado, mas disse que já haviam sido feitos progressos "substanciais" em sua tentativa de combater o aumento histórico da inflação.

Entre os principais setores, as mineradoras sofreram um forte golpe com a queda dos preços das commodities devido às preocupações com as crescentes restrições da Covid-19 na China. [O/R] [MET/L]

As ações de tecnologia da região recuaram 2,0% na esteira de uma previsão sombria para o quarto trimestre da maior varejista do mundo Amazon.com.[.N]

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,37%, a 7.047,67 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,24%, a 13.243,33 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,46%, a 6.273,05 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,27%, a 22.529,20 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,06%, a 7.916,50 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,32%, a 5.657,59 pontos.