Mercado fechará em 6 h 11 min
  • BOVESPA

    100.774,57
    -1.140,88 (-1,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.007,16
    +308,44 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,24
    -0,33 (-0,50%)
     
  • OURO

    1.781,30
    -3,00 (-0,17%)
     
  • BTC-USD

    56.419,75
    -816,88 (-1,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.439,47
    -29,61 (-2,02%)
     
  • S&P500

    4.513,04
    -53,96 (-1,18%)
     
  • DOW JONES

    34.022,04
    -461,68 (-1,34%)
     
  • FTSE

    7.101,86
    -66,82 (-0,93%)
     
  • HANG SENG

    23.788,93
    +130,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.839,50
    -30,25 (-0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4231
    -0,0237 (-0,37%)
     

Ações da PetroRio sobem 17,87% com avanço na compra de campos da Petrobras

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As ações da PetroRio (PRIO3) dispararam 17,87% nesta sexta-feira (5) após a empresa avançar nas negociações para a compra dos campos de Albacora e Albacora Leste, localizados na costa do estado do Rio de Janeiro, que pertencem à Petrobras.

Os consórcios liderados pela PetroRio foram escolhidos para começar as negociações exclusivas dos termos finais para a compra, cuja oferta pelos dois campos é estimada em cerca de US$ 4 bilhões (R$ 22,17 bilhões).

As empresas envolvidas informaram ainda que, a depender dos termos dos contratos negociados, poderá haver uma rodada final de ofertas pelos ativos na Bacia de Campos, mas nesse caso os consórcios não escolhidos também poderiam participar.

"A celebração da transação dependerá do resultado das negociações, bem como das aprovações corporativas necessárias", disse a Petrobras.

Segundo o analista do Credit Suisse Regis Cardoso, a notícia é positiva para a PetroRio "Albacora e Albacora Leste são ativos importantes, com mais que o dobro da produção da PetroRio", disse o banco.

A PetroRio, que equivale a aproximadamente 1% do tamanho da Petrobras,vem se valorizando devido a sua estratégia de exploração de campos maduros, reduzindo assim riscos e custos operacionais, segundo Bruce Barbosa, sócio-fundador da Nord Research.

"A PetroRio compra campos de grandes petroleiras que já estão produzindo ou que possuem estudos bastante avançados e reduzem bastante o custo de produção", diz Barbosa.

Desde o início de 2018, os custo de produção por barril da empresa caiu de US$ 42,20 para US$ 12,30. "Claro que metade disso se deve à desvalorização do real, pois obviamente o custo de pessoal é real e o ganho com a venda do petróleo é em dólar", afirma o analista

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos