Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,96 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,60 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    -0,56 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    21.346,85
    -8,12 (-0,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,28 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,16 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,77 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    -7,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5317
    +0,0200 (+0,36%)
     

Ações da China sobem com estímulo e reabertura de Xangai

Telão em Xangai mostra flutuações dos mercados acionários

XANGAI (Reuters) - As ações chinesas fecharam em alta após uma sessão agitada nesta quinta-feira, uma vez que a euforia inicial com medidas adicionais de estímulo para sustentar a economia foi contida pelas preocupações dos investidores com a política de Covid zero e uma possível retomada dos casos.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 0,16%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,42%.

O índice de Hong Kong Hang Seng caiu 1,0%, enquanto o China Enterprises Index perdeu 1,1%.

O gabinete da China disse na quarta-feira que vai aumentar a cota de crédito para bancos em 800 bilhões de iuanes (120 bilhões de dólares) para que eles apoiem a construção de infraestrutura.

O gabinete da China anunciou na terça-feira um pacote de 33 medidas abrangendo políticas fiscais, financeiras, de investimento e industriais para reavivar sua economia devastada pela pandemia.

Xangai voltou à vida depois que o centro financeiro levantou a maioria das restrições para combate da Covid, mas as preocupações com uma retomada dos casos e a política de Covid zero permanecem.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,16%, a 27.413 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,00%, a 21.082 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,42%, a 3.195 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,16%, a 4.089 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,00%, a 2.658 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,73%, a 16.552 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,53%, a 3.226 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,80%, a 7.175 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos