Mercado fechará em 3 h 30 min
  • BOVESPA

    120.356,57
    +294,58 (+0,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.840,23
    -27,39 (-0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,47
    +0,12 (+0,20%)
     
  • OURO

    1.780,40
    -12,70 (-0,71%)
     
  • BTC-USD

    55.037,41
    -1.017,48 (-1,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.291,33
    +48,27 (+3,88%)
     
  • S&P500

    4.175,60
    +2,18 (+0,05%)
     
  • DOW JONES

    34.098,55
    -38,76 (-0,11%)
     
  • FTSE

    6.938,24
    +42,95 (+0,62%)
     
  • HANG SENG

    28.755,34
    +133,42 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.188,17
    +679,62 (+2,38%)
     
  • NASDAQ

    13.908,00
    -11,25 (-0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5961
    -0,1059 (-1,58%)
     

Ações da China fecham em queda com pressão de matérias-primas e setor imobiliário

·2 minuto de leitura
Corretora em Xangai

PEQUIM/XANGAI (Reuters) - As ações da China fecharam em queda nesta quarta-feira, lideradas por perdas nos setores de matérias-primas e imobiliário, com os investidores deixando de lado dados que mostraram a atividade manufatureira expandindo ao ritmo mais rápido em três meses em março.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,91%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,43%.

O índice de Xangai perdeu 1,9% em março, marcando sua primeira perda mensal em seis meses, enquanto o índice blue-chip CSI300 recuou 5,4% este mês, registrando seu pior desempenho mensal em um ano.

Ações de matérias-primas e propriedades lideraram as perdas durante a sessão, com o índice imobiliário caindo 1,76% e o subíndice de materiais perdendo 2,62%.

Na frente econômica, o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) oficial de indústria da China subiu a 51,9 de 50,6 em fevereiro, uma vez que as fábricas aceleraram a produção após breve pausa durante os feriados do Ano Novo Lunar, com a melhora da demanda global ampliando a força para uma sólida recuperação econômica.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,86%, a 29.178 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,70%, a 28.378 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,43%, a 3.441 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,91%, a 5.048 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,28%, a 3.061 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,75%, a 16.431 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,80%, a 3.165 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,78%, a 6.790 pontos.