Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.177,55
    -92,52 (-0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    55.164,01
    +292,65 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,10
    +0,09 (+0,11%)
     
  • OURO

    1.929,70
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    23.023,91
    +68,64 (+0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    523,89
    -3,30 (-0,63%)
     
  • S&P500

    4.060,43
    +44,21 (+1,10%)
     
  • DOW JONES

    33.949,41
    +205,57 (+0,61%)
     
  • FTSE

    7.761,11
    +16,24 (+0,21%)
     
  • HANG SENG

    22.566,78
    +522,13 (+2,37%)
     
  • NIKKEI

    27.362,75
    -32,26 (-0,12%)
     
  • NASDAQ

    12.060,50
    +187,25 (+1,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5216
    -0,0172 (-0,31%)
     

Ações da China fecham em alta com entrada de fluxo estrangeiro

Telão em corretora de Tóquio com informações do mercado financeiro

XANGAI (Reuters) - O índice de referência da China fechou nesta sexta-feira no nível mais alto em quatro meses, já que os investidores estrangeiros continuaram a comprar ações chinesas pela oitava sessão diante do otimismo de que a segunda maior economia do mundo terá uma recuperação robusta após a pandemia.

O índice CSI 300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, fechou com alta de 1,41%, tocando o nível mais alto desde 13 de setembro, enquanto o índice de Xangai subiu 1,01%.

O índice Hang Seng de Hong Kong terminou com avanço de 1,04%.

Na semana, o CSI 300 subiu 2,3%, registrando o terceiro ganho semanal consecutivo. O Hang Seng também registrou o quarto ganho semanal consecutivo, avançando 3,5% na semana.

"Há evidências crescentes de que grande parte da população da China já foi infectada e que a interrupção está desaparecendo rapidamente", disse Julian Evans-Pritchard, economista sênior da Capital Economics em uma nota.

"Juntamente com uma mudança mais ampla para políticas mais voltadas ao crescimento, isto aponta para uma reabertura a partir deste trimestre e um 2023 mais forte como um todo.". Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,25%, a 26.119 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 1,04%, a 21.738 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 1,01%, a 3.195 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 1,41%, a 4.074 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,89%, a 2.386 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,63%, a 14.824 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,79%, a 3.293 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,66%, a 7.328 pontos.