Mercado abrirá em 3 h 50 min

Ações da China caem com temores de desaceleração econômica, apesar de corte inesperado no juro

Painel eletrônico com informações de bolsas em Xangai

XANGAI (Reuters) - As ações da China caíram nesta segunda-feira em meio a preocupações com o crescimento, depois que dados mostraram que a atividade econômica e a expansão do crédito do país desaceleraram acentuadamente em julho, mesmo com o banco central cortando inesperadamente os juros para apoiar a economia atingida pela Covid-19.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, fechou em queda de 0,1%, enquanto o índice de Xangai ficou praticamente estável.

Algumas ações orientadas para o crescimento, no entanto, avançaram diante das taxas de empréstimo mais baixas, com o subíndice de energia renovável subindo mais de 3%.

O Banco do Povo da China reduziu nesta segunda-feira a taxa da ferramenta de empréstimo de médio prazo (MLF, na sigla em inglês) de um ano para 2,75%, de 2,85%, enquanto a taxa de recompra reversa de sete dias foi cortada a 2%, ante 2,1%.

"O corte de 10 pontos-base na taxa MLF hoje foi um movimento totalmente inesperado", disse Kaiwen Wang, estrategista para China do Clocktower Group.

"A medida reflete que as autoridades ficaram chocadas com os dados de crédito de julho, bem como com uma desaceleração abrangente nas atividades econômicas."

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 1,14%, a 28.871 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,67%, a 20.040 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,02%, a 3.276 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,13%, a 4.185 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,16%, a 2.527 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,84%, a 15.417 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,38%, a 3.256 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,45%, a 7.064 pontos.

(Por Jason Xue e Brenda Goh)