Mercado abrirá em 6 h 20 min
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,53 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,15 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,43
    +0,04 (+0,05%)
     
  • OURO

    1.888,50
    +11,90 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    22.751,25
    -628,31 (-2,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    521,91
    -14,95 (-2,79%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,89 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.108,76
    -551,71 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    27.694,61
    +185,15 (+0,67%)
     
  • NASDAQ

    12.546,75
    -77,25 (-0,61%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5373
    -0,0012 (-0,02%)
     

Ações da China caem com realização de lucros após flexibilização de medidas contra a Covid

Telão com índices acionários em Xangai

XANGAI (Reuters) - As ações na China caíram nesta quarta-feira, uma vez que alguns investidores realizaram lucros depois que o governo anunciou mudanças para aliviar as restrições contra a Covid.

O sentimento também foi prejudicado por dados comerciais sombrios que mostraram que as exportações e importações da China contraíram mais acentuadamente do que o esperado em novembro, em meio a uma demanda decrescente no país e no exterior, somando-se aos temores de uma recessão global.

O índice CSI 300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, fechou com queda de 0,25%, enquanto o índice de Xangai caiu 0,4%. O índice Hang Seng de Hong Kong teve baixa de 3,22%.

A China disse nesta quarta-feira que permitirá que os pacientes com sintomas leves de Covid se isolem em casa, e retirou a exigência de que as pessoas apresentem testes negativos quando viajam entre regiões, entre outras medidas.

Embora algumas das mudanças tenham ecoado movimentos feitos por outros países há muitos meses, o anúncio foi o sinal mais forte até agora de que a China está preparando sua população para conviver com a doença, embora analistas digam que o caminho para reabrir totalmente a economia será longo e acidentado, e não sem risco se surgirem novas infecções ou mortes.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,72%, a 27.686 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 3,22%, a 18.814 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,40%, a 3.199 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,25%, a 3.958 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,43%, a 2.382 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,67%, a 14.630 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,83%, a 3.225 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,85%, a 7.229 pontos.