Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.893,32
    -1.682,15 (-1,52%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.778,87
    +104,57 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,14
    -0,20 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.780,30
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    19.435,46
    +26,44 (+0,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    382,09
    +17,50 (+4,80%)
     
  • S&P500

    3.621,63
    -16,72 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    29.638,64
    -271,73 (-0,91%)
     
  • FTSE

    6.266,19
    -101,39 (-1,59%)
     
  • HANG SENG

    26.341,49
    -553,19 (-2,06%)
     
  • NIKKEI

    26.433,62
    -211,09 (-0,79%)
     
  • NASDAQ

    12.326,00
    +49,00 (+0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3612
    -0,0134 (-0,21%)
     

Ações de companhias aéreas e shoppings disparam com notícia sobre vacina contra Covid-19

Por Paula Arend Laier
·1 minuto de leitura

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - Ações de setores fortemente afetados pela pandemia de coronavírus, como as de companhias aéreas, disparavam na bolsa paulista nesta segunda-feira, em meio a noticiário favorável sobre o desenvolvimento de vacina contra o Covid-19.

Mais cedo, a Pfizer anunciou que a vacina experimental que está desenvolvendo com a BioNTech mostrou ser 90% eficaz na prevenção da doença segundo dados iniciais de um estudo amplo.

As empresas disseram que até o momento não encontraram nenhuma preocupação de segurança sobre a vacina e que esperam pedir autorização para uso emergencial nos EUA neste mês.

Por volta de 10:40, Gol PN disparava quase 17% e Azul PN saltava mais de 14%, enquanto o Ibovespa tinha elevação de 3,5%. CVC Brasil ON valorizava-se 9% e Embraer ON subia mais de 11%.

Apesar das fortes altas, esses papéis ainda acumulam em 2020 declínio de cerca de 44%, 48%, 64% e 63%, respectivamente, enquanto o Ibovespa perde 9,65%.

Papéis de shopping centers, também duramentes afetados pela crise, acompanhavam o movimento, com Multiplan ON avançando 13%, seguido por brMalls ON, em alta de quase 12 e Iguatemi ON, que avançava cerca de 9%.