Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.095,04
    -1.844,60 (-3,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Ações de bancos sustentam Ibovespa no azul

·1 minuto de leitura
B3 São Paulo

SÃO PAULO (Reuters) - Ações de grandes bancos no país sustentavam o principal índice da Bovespa no azul na primeira hora de negócios da Bovespa nesta segunda-feira, antes de balanços trimestrais de Itaú Unibanco, Bradesco e Banco do Brasil, nesta semana.

Às 10:47, o Ibovespa mostrava alta de 0,42%, aos 119.388 pontos.

Em destaque, a ação PN do Bradesco subia 4%, seguida por Itaú Unibanco, avançando 2,3%. Banco do Brasil ganhava 0,9%.

A semana, que também será marcada por decisão de política monetária do Banco Central -- para a qual é esperada nova alta de 0,75 ponto percentual da Selic, a 3,5% ao ano -- abre com os investidores conferindo noticiário corporativo.

BB Seguridade, que anunciou pela manhã que teve lucro líquido de 977,06 milhões de reais no primeiro trimestre, alta de 10,7% ante mesma etapa de 2020, beneficiada pela maior rentabilidade de suas aplicações, subia 1,4%.

As ações das concessionárias Ecorodovias e CCR subiam 3,5% e 3,7%, respectivamente. A CCR divulgou dados semanais de tráfego na última sexta-feira, indicando melhora no movimento em suas rodovias.

Na mão contrária, Sabesp recuava 5%, após informar que tem opção de integrar a sociedade de propósito específico dona da concessão do bloco 2, vencida pela Iguá em leilão na última sexta-feira.

E Braskem caía 1,8%. A petroquímica informou na sexta-feira que as vendas de sua unidade no México recuaram 37% no primeiro trimestre contra um ano antes, afetadas em parte por uma tempestade congelante no Hemisfério Norte.

(Por Aluísio Alves)