Ação da Vale chega a cair mais de 4% após balanço; "um trimestre para esquecer", diz BTG

SÃO PAULO (Reuters) - As ações da Vale chegaram a recuar mais de 4% nesta sexta-feira, após a mineradora reportar queda de 18,7% no lucro líquido do terceiro trimestre na base ano a ano, com impacto do recuo dos preços do minério de ferro, seu principal produto.

Às 10:33, os papéis da companhia caíam 3,16%, a 68,67 reais, entre os piores desempenho do Ibovespa, que cedia 0,17%.

No período de julho a setembro, lucro líquido da Vale somou 4,455 bilhões de dólares. O Ebitda ajustado das operações continuadas somou 3,67 bilhões de dólares, queda de 47% na comparação anual.

Para os analistas Andre Vidal e Helena Kelm, da XP Investimentos, a Vale reportou resultados piores do que o esperado, em razão de preços menores do minério de ferro, mas também de níquel, aliados a maiores custos.

Eles também chamaram a atenção para o fato de a empresa ter revisado o conceito de dívida líquida expandida, mas mantendo a meta inalterada na faixa de 10 bilhões a 20 bilhões de dólares --desse modo, efetivamente aumentando a meta.

A revisão, segundo a Vale, foi para melhor alinhamento às práticas de mercado e excluiu os compromissos operacionais e regulatórios.

"Um trimestre para esquecer", afirmaram os analistas Leonardo Correa e Caio Greiner, do BTG Pactual.

Também de pano de fundo para o movimento das ações, os futuros de minério de ferro caíram nesta sexta-feira, com o contrato negociado abaixo de 80 dólares por tonelada em Cingapura.

(Por Paula Arend Laier)